Sábado, 27 de Novembro de 2021
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Galeria de fotos 1 foto

A POESIA/PROSA DE JOEMA CARVALHO, convidada especial

05/07/2021 às 16h20
Por: Mhario Lincoln
Compartilhe:

A AVALISTA LOUCA

Joema Carvalho 

como fosse

seu braço

uma prisão

 

meus cabelos

 

ao feixe de luz

cairiam

sem sentido

 

sumiriam feito pó

na decência

ao som clássico

do correto estipulado

 

fatigada de desejos

morreria com sede

 

da vontade absoluta

do saber eterno

cravado na bíblia

dentro dos túmulos

erguidos por ambições

feitios esnobes

 

aprenderia tudo

seria insuficiente

 

as manhãs pacientes

o café

pôr do sol

 

meio gelado

varrido por vento

dor

 

pavilhão interno

de um coração

trincado e vivo

 

choro escorrido seco

a vergonha engasgada

distância

 

nada conta

 

 

o quanto vale

um corpo que reza

dança ao próprio som

 

vendo o tempo

os milagres

de um deus no céu

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias