Quinta, 15 de Abril de 2021 02:51
[email protected]
Educação Convidados

Convidada especial: a escritora maranhense Sharlene Serra, autora da obra INCLUIR

DAVI HERMES - Destaque do Maranhão Campeão Mundial de Natação no Canadá.

23/03/2021 16h26
772
Por: Mhario Lincoln Fonte: Sharlene Serra
capa
capa

Foto: DAVI HERMES - Destaque do Maranhão Campeão Mundial de Natação  no Canadá.

 

O INFINITO POR TRÁS DA SÍNDROME DE DOWN

por Sharlene Serra

 

No DNA

a poesia trissomia

arritmia,

melodia.

nasce

renasce

aprende

surpreende

fala com o vento

dia a dia

no seu tempo...

não cansa

brinca, vive a criança,

se torna adulto, sorrir sem pressa

sussurra amor incondicional...

E o olhar revela

o infinito

por trás da Síndrome

de Down.

( Poema Infinito Down, Sharlene Serra).

 

É sobre este infinito que irei falar, sobre as possibilidades, sobre o olhar e o aprendizado que nós também recebemos  ao convivermos com pessoas que tem a Síndrome de Down. Podemos até dizer que é sobre um cromossomo de possibilidades, talentos e aprendizagens.

Original do texto.

O Dia Internacional da Síndrome de Down (21/03) está no calendário oficial da Organização das Nações Unidas, sendo comemorado pelos 193 países-membros da ONU. A data tem como principal objetivo conscientizar a população sobre a inclusão e promover a discussão de alternativas para aumentar a visibilidade social das pessoas com Down, porém é interessante dizer, que a data é apenas um norteador, para pararmos e contemplarmos todos os dias, a poesia existente também nas pessoas que nasceram com a síndrome de down. Pois elas, assim como qualquer ser humano, são dotadas de habilidades, sensibilidades e buscam fazer com que suas habilidades sejam percebidas e respeitadas.

Mas o que vem a ser a síndrome de Down?

Síndrome de Down não é doença, é uma ocorrência genética durante a divisão celular do embrião, onde a alteração cromossômica é produzida pela presença de um cromossomo a mais, totalizado, 47. É importante destacar que a Síndrome é  uma condição inerente à pessoa, portanto, não se deve falar em tratamento ou cura, mas podemos  incentivar as estimulações, terapias ocupacionais, fonoaudiologia, entre outras. No entanto, está associada a algumas questões de saúde que devem ser observadas desde o nascimento da criança, pois são vulneráveis a uma maior incidência de cardiopatias e problemas respiratórios, é interessante dizer que isto vai variar de pessoa para pessoa.

Para o desenvolvimento relacionado ao aspecto de aprendizagem, isto também está associado aos estímulos e incentivos recebidos mediante também, a carga genética herdada de seus pais, como qualquer pessoa.

Falar da síndrome de Down é expor um universo com aproximadamente 300 mil pessoas, segundo o IBGE, portanto existe um número expressivo de pessoas que precisam serem vistas como seres humanos dignos de respeito, com o mesmo direito de todos da sociedade.  É interessante dizer que estudos nos provam que a estimulação de forma precoce, contribui para um desenvolvimento significativo e  essa estimulação é determinante para que possam desenvolver suas habilidades, mas não podemos esquecer que cada pessoa com síndrome de down é um ser único e que a síndrome vai se apresentar formas diferentes de desenvolvimento em cada pessoa.

 

A deficiência

não impede

o voo

as atitudes

os preconceitos

cortam as asas

( sharlene Serra)

 

São os preconceitos que impedem os avanços, são eles que bloqueiam, que fazem sofrer, que devastam aspectos emocionais, diante disto, mesmo entre caminhos espinhosos, prefiro aqui apresentar os jardins e juntamente com vocês, focar o belo das paisagens contidas em cada existência.  A síndrome de Down, nos fala do tempo e da leveza, sobre o passo a passo,  o repetir, o não desistir, persistir,  onde aprendemos que o imediatismo não existe e que o tempo administrado em suas doses homeopáticas, faz bem para a alma. A síndrome de down nos ensina que cada um tem um tempo, seu ritmo e este tempo regado de amor, persistência, dedicação, se torna fértil e nos proporcionará um lindo florir.

Tudo isto nos faz entender que tanto a poesia quanto a Síndrome de Down, estão entrelaçadas através dos sentimentos que as envolve todos os dias e estes sentimentos precisam se tornar raízes fortes dentro de nós:  o respeito, a gratidão, amor para enxergar além e não apenas se colocar no lugar do outro, mas sentir e viver as emoções do outro, fará uma diferença imensurável para nossas vidas, a empatia nos faz refletir. Não sou adepta a romantizar tudo,  pois sei que lutas diárias existem, vivemos em uma sociedade que a tudo exclui, rotula, as barreiras atitudinais são inesgotáveis, a falta de oportunidade, o enxergar impossibilidades,  tudo isto se torna entrave tanto para as famílias quanto para as pessoas com síndrome de down ou qualquer outra deficiência, porém se focarmos nesta visão preconceituosa, perderemos  a oportunidade de enxergar lindas paisagens e mostrar o melhor da inclusão, onde precisamos enxugar as lágrimas mediante atos  e incansavelmente levar amor através da  informação, para  que todos compreendam sobre as diferenças, sobre as individualidades inerente a pessoa e por sermos assim, teremos atitudes diferentes, comportamentos e aprendizagens únicas, como as pessoas com Síndrome  de Down.

 

VIDA ÍMPAR 

Somos múltiplos

ímpar

somos par

únicos em nossas

diferenças.

Não aponte!

Abra os olhos, repare.

não nos compare.

Apenas ame, ame, AME!

e o preconceito

descarte!

(Sharlene Serra)

 

Sharlene Serra, autora do texto.

Somos sim! plurais na nossa singularidade. Que Possamos enxergar possibilidades e talentos, meu objetivo é apresentar a todos vocêsa explosão de vida contida na Síndrome de Down, no intuito de eliminar o preconceito, olhar negativo, o dedo em riste apontando, rotulando e que possamos abraçar as múltiplas inteligências, onde o pesquisador Gardner, nos apresentou e presenteou um universo não limitante da inteligência e do talento.

Mesmos assim, muitas famílias precisam visitar várias instituições de ensino, que em um só coro dizem: ainda não estamos preparados para a inclusão e recusam seus filhos, sem o mínimo de atenção e respeito para com o outro. Mas de repente, quando perceberem as asas das pessoas com Síndrome de down, todo mundo mudará de opinião, o desafio agora, é se permitir enxergar!

Segue uma pequena amostra de talentos que merecem nossa admiração e respeito, um time com Síndrome de Down, que faz acontecer:

Davi Hermes: Campeão Mundial de natação no Canadá , tricampeão Brasileiro, Bicampeão Cearense, Penta Campeão Jogos escolares maranhense.

Genilson Filho- Maranhense, estudante de Informática do IFMA e membro da Juventude do Fórum das Entidades de Pessoas com Deficiências

Fernanda Honorato- É a primeira repórter com síndrome de Down no país. Trabalha no “Programa Especial”, da TV Brasil, desde 2006.

Eduardo Gontijo- (Dudu do Cavaco)  músico, modelo, palestrante e ator

Aline Favaro- Bailarina e escritora

Debora Seabra- Professora de Educação Infantil e escritora

Joana Mocarzel- Atriz

Ariel GoldenBerg- Ator

Breno Viola- Auxiliar Técnico de judô do Instituto Reação

Georgia Traebert- Modelo Brasileira, capa da revista Katwalk (Austrália)

Tathi Piancastelli- Atriz, palestrante , escritora premiada nos EUA, Empreendedora, digital influence, modelo.

Chris Nikic- Primeiro atleta do mundo a completar o Irionman (corrida, natação e ciclismo) está no Guinness world record

Diogo Lavigne Menezes- Faixa preta de jiu-Jitsu e Muay Thai.

Luiza Camargo- Chef de cozinha, lançou ou livro Menu da Luiza.

Luana Moura- fisioterapeuta

Que possamos ser um fio condutor para o respeito e propagação do melhor que existe em cada ser, com ou sem deficiência.

Finalizo dizendo:

...E tudo grita em

 talento visceral

o preconceito dilui diante

as possibilidades

infinitas

contidas

na Síndrome de Down.

(Sharlene Serra).

 

Sharlene Serra de São Luís Maranhão, poeta, escritora. Graduada em desenho industrial, pedagogia e especialista em Ed. inclusiva, autora do livro Aprendendo com Biel, que aborda sobre a síndrome de Down na  literatura infantil ( Coleção Incluir) participações  em diversas antologias/coletâneas nacionais. Tem 7 livros publicados. Membro da Academia Poética Brasileira  e vice presidente da AJEB- Associação de Jornalista e Escritoras do Brasil, coordenadoria do Maranhão.

27 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 02h35 - Fonte: Climatempo
15°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 21°

15° Sensação
6 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias