Quinta, 15 de Abril de 2021 01:32
[email protected]
Brasil PROSA POÉTICA

Luciah Lopez, da Academia Poética Brasileira, escreve "Peregrinação", prosa poética

Um texto de excelente qualidade.

17/03/2021 21h54 Atualizada há 4 semanas
141
Por: Mhario Lincoln Fonte: Luciah Lopez
capa
capa

Abaixo, um dos vídeos que tive muito prazer em fazer. Especialmente pela excelente prosa poético de nossa confreira Luciah Lopez.(Clique e veja matéria no ACERVUM, sobre o lançamento de seu primeiro livro físico).

Veja também o que o pensador e filósofo Júlio Mourão D'ávila falou sobre o vídeo: "Caro Mhario. Permita-me dizer que o texto dessa moça é surpreendentemente lindo. Emocionante.  Permita-me, ainda, confessar que enxerguei, em alguns momentos, a poderosa Hilda Hilst. Obrigado pelo envio, distinto Mhario Lincoln (....)". Grato Júlio por sua apreciação. Confio muito no que vc escreve e fala.

Eu, por mim, digo: parabéns Luciah Lopez. Um texto efervescente. Iluminado. Intenso, com um final surpreendente, sem perder a ternura e a lembrança de sua doce mãe. Beijos. Grande abraço. Volta sempre.

À propósito, eis o prefácio que escrevi para seu primeiro livro físico:

À GUISA DE PREFÁCIO

(a palavra nua)

(*) Mhario Lincoln

Poesia não é ilusão. Se assim fosse, seria mágica. A poesia é sentimento. Por isso a emoção. Faz chorar, rir e sentir. Eis o milagre daqueles que realmente sabem escrever poesia. Aliás, escrever, não! Debulhar a alma. E isso, cara Luciah Lopez, você sabe fazer como ninguém. Um rápido exemplo neste livro de estreia: "Toda palavra branca é nua...", isto é, palavra nua, não tem nem cheiro de poesia, equivalendo mais a uma prosa ou narrativa. Por isso, confesso que me encanta ler sua obra, agora reunida neste livro.

Encanta-me a solidez do mote. A linha performática, até, com a qual você vai tecendo o tijolo poético, sob o prelo do conhecimento prático. Teus poemas me obrigam à lucidez interpretativa. Essa é a vantagem de traduzir um insight simples, quase comum, sem rimas lógicas ou perceptíveis, mas com espectro profundamente desestrutural.

Note-se: "Um dia que não amanheceu/E uma noite que não se desfez da escuridão". Isso significa que o verso bem elaborado não precisa de técnica, nem escolas, nem sofrimentos. Todavia, não deve ser uma palavra nua.

Essa é a grande diferença em sua bela obra. Incitado e excita o leitor pela condução poética, a fim de que ele possa construir seu enredo contemplativo, numa hermenêutica de passo a passo, sob o desenrolar do fluxo versicular, tirando desse, a maioria das sensações que a alma de quem lê possa disponibilizar naquele momento.

Isso é um fenômeno clássico. E como diz Antoine de Saint-Exupéry: "A verdade não é, de modo algum, aquilo que se demonstra, mas aquilo que se simplifica". Eis o segredo desta maravilhosa obra.

Então, Luciah, na mosca!.

Jornalista Mhario Lincoln

Crítico literário e presidente da Academia Poética Brasileira.

 

O VÍDEO: Peregrinação

">

8 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 01h13 - Fonte: Climatempo
15°
Chuvisco

Mín. 12° Máx. 21°

15° Sensação
7 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias