Sábado, 27 de Novembro de 2021
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Senado Federal Senado Federal

Projeto prevê validade indeterminada para laudos que atestem deficiência permanente

ESTA É UMA DAS LEIS QUE DEVERIAM ESTAR EM VIGOR HÁ MUITO TEMPO

06/11/2021 às 20h16 Atualizada em 06/11/2021 às 20h24
Por: Mhario Lincoln Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Não original do texto.
Não original do texto.

Está em tramitação no Senado um projeto de lei que prevê validade indeterminada para laudos que atestem deficiência permanente (PL 3.660/2021). A autora da proposta, que altera o Estatuto da Pessoa com Deficiência, é a senadora Zenaide Maia (Pros-RN).

Em entrevista à Rádio Senado, Zenaide fez o seguinte questionamento: "Se uma pessoa tem uma deficiência irreversível, por que o laudo médico que atesta essa condição precisa ter prazo de validade?".

A senadora afirma que seu projeto "facilita a vida das pessoas com deficiência na hora de obter acesso às políticas públicas, a direitos e a garantias legais", principalmente aquelas de baixa renda ou que vivem em localidades distantes dos grandes centros.

O laudo é peça fundamental para que a pessoa com deficiência tenha acesso a direitos e garantias, como os relacionados a busca de emprego e isenção de veículos ou serviços para pessoas com deficiência. Mas, atualmente, exige-se a apresentação de laudo recente, mesmo que as limitações sejam de caráter permanente.

Para alterar isso, a proposta de Zenaide acrescenta um parágrafo à Lei 13.146/2015 (que instituiu a Estatuto da Pessoa com Deficiência) para prever que o "laudo que ateste deficiência permanente terá validade indeterminada".

Zenaide Maia lembra, na justificativa do projeto, que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro já aprovou a validade por tempo indeterminado de laudo médico que ateste deficiências de caráter irreversível. Ela ressalta que é fundamental ter uma lei nacional com essa determinação.

Isabel Dourado sob supervisão de Guilherme Oliveira

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias