Quinta, 19 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Curitiba - PR

Brasil Livros&Cultura

Divulgação do livro "Entre Botânicas Decoloniais: as frutas Silvestres de Henry David Thoreau"

Joema Carvalho integra a Academia Poética Brasileira/APB-PR

19/04/2022 às 14h37 Atualizada em 19/04/2022 às 14h52
Por: Mhario Lincoln
Compartilhe:
Joema Carvalho
Joema Carvalho

@Joema Carvalho

Sou uma das autoras do livro "Entre Botânicas Decoloniais: As frutas Silvestres de Henry David Thoreau", projeto organizado por Klaus Eggensperger, coordenador do grupo de Ecocritica da UFPR, do qual participo.

O livro é resultado de um trabalho multidisciplar sobre a obra do naturalista H. D. Throreau. 

Além do conhecimento técnico,  Thoreau teve muita sensibilidade nas suas descrições sobre plantas e dinâmica de ecossistemas. No século XVIII, já seguia e difundia os princípios da sustentabilidade. 

No meu capítulo, "A Família  das Mirtáceas", abordei algumas frutas desta família botânica. Conforme Throreau,  a engenheira florestal fez uma abordagem técnica e a que escreve, finalizou o texto com sua observação pessoal e sensibilidade. 

O livro apresenta traduções de textos do Throreau, além do capítulo "Sobre a Botânica Literária de Throreau" feito pelo o organizador e "As Maçãs no Sul do Brasil a Partir da Botânica de Throreau", uma abordagem histórica, desenvolvida por Jô Klanovicz.

O livro pode ser adquirido comigo ([email protected]) e também na editora Appris ou em diversos canais pela Internet. 

Trechos do meu texto "A Família das Mirtáceas":

"Ao longo de uma trilha em meio à natureza, é possível observar essa família. Apresentam características que a identificam em relação às outras. As folhas conectam-se aos ramos por meio do seu pecíolo em disposição oposta. Apresentam brilho e textura peculiares, com margem de contorno suave e lisa. Quando maceradas ainda verdes, entre os dedos das mãos, percebe-se um odor cítrico, adocicado e amadeirado, típico de frutas silvestres... São típicas do grupo ecológico clímax, pois surgem em uma segunda etapa dentro de um processo de sucessão ecológica, quando depois de um distúrbio, por meio da resiliência, a vegetação recupera-se ou, quando ocupa um novo ambiente onde antes não havia vegetação. São espécies que apresentam vida mais longa que as pioneiras....". 

...

 "A goiabeira foi a árvore mais importante da minha infância. Deitei-me em seus galhos quando ainda cabia nos seus limites. Cai do telhado colhendo as suas frutas, tendo a queda amortecida pelo varal, logo abaixo, já no chão, o portal aberto no eternite, fazendo aparecer a claridade do céu. Nunca irei esquecer a cara da minha avó me dando bronca. Várias fotos em sua companhia, a família e a goiabeira; eu, menina, no balanço amarrado nela. Suas raízes quebravam a calçada querendo ir mais longe, trazia na sua memória genética, sua ancestralidade silvestre. Foi uma referência para seguir o caminho, independentemente dos desafios e dificuldades. Em cada oco, colocávamos uma orquídea, comemorando a passagem do seu tempo. Parece que o oco alimentava a orquídea e ela impedia que ele aumentasse. Todo ano, no período das frutas, eram feitos compota, geleia, suco e goiabada cascão. Essa fartura durava o ano inteiro, até a próxima estação, quando se repetia esse ritual. Fora o centro da casa velha. Nos seus anéis de crescimento, a genética da família. Sabia mais de nós do que nós mesmos, os segredos de cada geração".

--------------- 

Joema Carvalho, Curitiba – PR, engenheira florestal e escritora. Autora do livro Luas & Hormônios, selecionado e editado pela Secretaria do Estado da Cultura (2010). Participação em várias coletâneas nacionais e internacionais e em projetos literários.

Contato:

https://www.instagram.com/joemacarvalho/

https://www.facebook.com/joema.literatura/

[email protected]

 

Livro da autora

https://www.amazon.com.br/Luas-Horm%C3%B4nios-Joema-Carvalho-ebook/dp/B08P1Z987P

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias