Quinta, 21 de Outubro de 2021
17°

Nuvens esparsas

Curitiba - PR

Galeria de fotos 1 foto

LEOPOLDO GIL DULCIO VAZ e o Esporte no Maranhão

19/09/2021 às 12h09
Por: Mhario Lincoln
Compartilhe:

RECREAÇÃO, GINÁSTICA/EDUCAÇÃO FÍSICA,

ESPORTE NO MARANHÃO – uma memória antes dos “paulistas”

LEOPOLDO GIL DULCIO VAZ

Academia Poética Brasileira

Academia Ludovicense de Letras

Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão

Licenciado em Educação Física; Mestre em Ciência da Informação

 

Recentemente, o Laércio1 me perguntou sobre os professores de Educação Física que vieram para o Maranhão nos anos 1970, que com sua atuação provocaram uma revolução e resultou na constituição de vários cursos de formação profissional no Estado, consolidando-se o da UFMA2. Antes, houve a tentativa de um Curso de Educação Física na então FESM3, inclusive com Decreto de criação, estrutura, orçamento e tudo o mais, mas que não foi adiante; e outro, em nível técnico – no ITA4 ; a seguir, o da então ETFM5 - também técnico – e por fim, os das IES particulares que se seguiram: CEUMA, São Luís, Pitágoras, UNINASSAU, D. Bosco, UNISUL e inúmeros cursos semipresenciais, pelos interiores...

Por recreação: “[...] atividade de lazer, sendo o lazer tempo discricionário. A "necessidade de fazer algo para a recreação" é um elemento essencial da biologia humana e da psicologia. As atividades recreativas são muitas vezes feitas para felicidade, diversão, passar o tempo ou prazer e são consideradas "divertimento".

[...] A recreação teve, como um de seus berços, a educação física. Talvez por isto ela hoje ainda se encontra tão relacionada às atividades físicas e aos esportes. Entretanto, estas relações também não são limitantes. Pelo contrário: tanto esportes, como o futebol, voleibol, beisebol etc., como atividades físicas, como correr, pular, lançar, chutar etc., sempre se apresentaram como grandes elementos que compõem a prática recreativa, juntamente com a música, a dança, as artes em geral, a preservação ambiental, as bases terapêuticas, o convívio social, o relaxamento, a contemplação, a linguagem, entre outros assuntos de grande importância para o contexto recreativo.

Disto, podemos dizer que também o esporte e a atividade física fazem parte do universo da recreação, assim como a recreação muitas vezes faz parte do universo dos esportes e da prática física, sem, no entanto, se caracterizarem como áreas comuns (mas sim afins).

Por educação física: [...] termo usado para designar tanto o conjunto de atividades físicas e exercícios físicos não competitivos e esportes com fins recreativos quanto a ciência que fundamenta a correta prática destas atividades, resultado de uma série de pesquisas e procedimentos estabelecidos.

Por esporte(s): Desporto (português europeu) ou esporte e desporto (português brasileiro) é toda a forma de praticar atividade física, de forma metódica, com objetivos competitivos, que por meio de participação casual ou organizada, procure usar, manter ou melhorar as habilidades físicas, proporcionando diversão aos participantes e, em alguns casos, entretenimento para os espectadores. Os objetivos do esporte podem ser, além da competição, também recreativos, ou de melhoria da saúde, ou ainda de melhoria de aptidão física e/ou mental.

As primeiras referências sobre a prática de atividades lúdicas e de movimento que encontramos em Maranhão datam do período de ocupação do território maranhense – indícios de que se deu há mais de 3.000 anos... CATHARINO (1995)9, ao fazer uma análise do “Trabalho índio em terras de Vera ou Santa Cruz e do Brasil”, refere-se, dentre esses trabalhos, a dois que nos interessam particularmente: “O trabalho desportivo” (p. 601-606) e “O Trabalho locomotor” (p. 607-620). Ao analisar o trabalho desportivo, considera que nesse mundo, antes da chegada dos brancos, a sobrevivência exigia qualidades atléticas, exercícios constantes, com descanso e repouso intercalados, de duração sumamente variáveis (p. 601). Por isso, os índios se tornavam atletas naturais, para sobreviver, pois tinham que, em terra, andar, correr, pular, trepar, arremessar, carregar, e, na água, nadar, mergulhar e remar, também realizar trabalho-meio, autolocomotor, com suas próprias

Para ler mais:RECREAÇÃO, GINÁSTICA/EDUCAÇÃO FÍSICA, ESPORTE NO MARANHÃO – uma memória antes dos "paulistas" by Leopoldo Gil Dulcio Vaz - issuu

2 - OS "PAULISTAS" ESTÃO CHEGANDO... by Leopoldo Gil Dulcio Vaz - issuu

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias