Quinta, 15 de Abril de 2021 01:39
[email protected]
Educação Convidados

Convidada especial, Joema Carvalho. "O Brilho da coluna dos cristais de quartzo"

"A harmonia da criação. Equilíbrio. A síntese do incerto em fractais".

29/03/2021 10h49
216
Por: Mhario Lincoln Fonte: Joema Carvalho.
capa
capa

O BRILHO DA COLUNA DOS CRISTAIS DE QUARTZO

Joema Carvalho

Corre o rio submerso nas veias de um corpo maior. Logo a frente desagua naquele entorno. Escava o relevo gasto, na matemática do tempo em construção e destruição onde somos pedras rolantes, sedimentares, sob algo denso. 

As rochas nos dizem que o ponto de partida é compacto. Com o tempo, as intempéries nos fazem voar através do vento. Depositamo-nos em platôs baixos. Outro corpo, fluido, bacia de sedimentação, banhado. Quando se permite buritis e os espinhos dos branquilhos e maricás, as flores das eritrinas, caxeta e o canto das migratórias nos meandros das conexões vivas, guanandis.

Parque Nacional do Peruaçu. Foto:  Ian Boçon.

Abaixo das nascentes, espeleotemas, condicionados ao gotejamento das paredes ocultas, à sua química e calor. A água desce pela fenda que vem de cima ou emerge debaixo do que já era submerso. Na razão da tensão gera uma gota.  Precipita brilhos e cristais sob o sal da terra. A água se esvai. Do encontro dos extremos, uma coluna de quartzo que brilha depois que desgasta. Torre preciosa. 

Deus e deusas sussurram o mistério, no ouvido dos que estão atentos aos sons do alargamento das fendas, cavernas. Um vazio concreto abaixo dos nossos sentidos. No escuro do centro da terra, nichos que se formam. Cores do feixe de luz que penetra por galerias. Solo laranja, mesclado com rosa onde o marrom se esconde junto do vermelho e deixa de ser visível.

A água cristalina do rio submerso, imerge com o movimento do período das águas. Turva e filtra o que é necessário, verde esmeralda, longe dos nossos olhos.

Engolidos no cálice de um cogumelo, passamos e saímos sobre o casco da tartaruga anciã. Compactados pela falta de controle ou excesso, da marcação das unidades: tempo e espaço. 

A proporção nossa é imperceptível. A fenda aberta forma um coração. Nos destroços encontra-se o conforto. A harmonia da criação.  Equilíbrio. A síntese do incerto em fractais

Contato:

https://joemacarvalholiteratura.blogspot.com/

https://www.instagram.com/joemacarvalho/

https://web.facebook.com/luasehormonios

 

8 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 01h33 - Fonte: Climatempo
15°
Chuvisco

Mín. 12° Máx. 21°

15° Sensação
6 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias