Domingo, 09 de Maio de 2021 02:31
[email protected]
Brasil Convidados

A repercussão nacional sobre o texto 'Rodó - a louca invisível', publicado aqui no Facetubes.

" (...) Na cena revelou-se alguns de seus segredos (...)".

29/04/2021 08h00 Atualizada há 1 semana
671
Por: Mhario Lincoln Fonte: Divulgação
Marco Vasconcelos, São Paulo
Marco Vasconcelos, São Paulo

NA: "Agradeço penhoradamente a todos os que se manifestaram, comentando, enviando áudios e via e-mail. Estou super agradecido por receber esse feedback".

Textos escolhidos: Orquídea Santos, assessora de Imprensa da Academia Poética Brasileira.

Acerca do texto de Mhario Lincoln sobre a louca 'Rodó', foram inúmeras as manifestações. Uma delas, veio de Fortaleza, acompanhada de um soneto assinado pelo poeta alencarino Pedro Sampaio, com ilustração de outro grande caricaturista nacional, artista plástico potiguar, radicado em São Paulo: o genial Marco Vasconcelos.

Quanto a Pedro Sampaio, esse é um autêntico militante cultural. Poeta repentista é o autor da letra do Hino da Academia Poética Brasileira. Radialista, apaixonado pelo rádio , pela poesia, pelo nordeste e pela cultura. Uma pessoa simples que na simplicidade do coração, ousa transformar sentimentos em poesia. tendo já publicado alguns trabalhos em  cordel e também o livro "MINHA NORDESTINIDADE ABRAÇANDO A POESIA" e já pronto para lançamento neste semestre "PERGUNTA QUE NÃO CALA, RESPOSTA QUE NÃO SILENCIA". Seus sonetos e poesias desenvolvidas em "MOTES" podem ser encontradas em www.chegaprasomarmeupovo.blogspot.com. Ainda, tem um trabalho significativo, apresentando de programas de cidadania e serviço, reportagens politicas e na condução do PROGRAMA GONZAGÃO DA CIDADE, a festa da cultura, a festa da sanfona, enfim, a festa da Nordestinidade. Sobre o texto, Pedro diz: " Li e reli os dois, que maravilha!! A obra, e que linda releitura sua, vc é mesmo um ser especial. Sensível pra alcançar a essência das coisas.... parabéns amigo!"

Para ler a íntegra do texto original: https://www.facetubes.com.br/noticia/1176/mhario-lincoln-qos-loucos-de-minha-vidaq-parte-01-como-conheci-rodo-a-louca-das-ruas

Caricatura de 'Rodó', de MV.

Segredos

Para uns, apenas um lixo humano

Renegada na vida a viver só

Pelas ruas, seguia sem ter plano

E solitária, viveu a  "louca  Rodó"

 

Uma pobre carente e infeliz

Sofria pelas Ruas da Cidade

E um dia na amada São Luís

Rodó viveu, instante de felicidade

 

Nesse dia ela ao pedir um "Di Cumê"

A um casalzinho apaixonado, pode vê

No olhar, misto de alegria e medos

 

Ganhou, e comprou boneca com trocados

Saiu emocionando em abraços apertados

Na cena revelou-se alguns de seus segredos.

   (Pedro Sampaio)

****************************************

Marco Vasconcelos.

ALGUMAS DAS IMPACTANTES OPINIÕES

NA: Um agradecimento a todos os comentaristas. Incluo o artista Wellington Reis pelo emocionante áudio sobre o trabalho.

 

Dilercy Aragão Adler. São Luís MA. Rodó, do tempo da minha infância e início da adolescência. Mas, somos mais loucos que Rodó, por não atender as suas necessidades e ainda torná-la alvo de chacotas!!! Nossa sociedade é cruel!!!

Mario Macedo, jornalista. Há 4 dias. São Luís MA. Mhario, eu lembrava da Rodó sempre faceira, bem vestida. Mas como o cara entrevistado disse, ela tinha "raríssimos surtos" e vc foi testemunha de um desses que quase ninguém em São Luís sabia. Olhos de lince. Sensibilidade de repórter. Muito bom, amigo.

Luciana Pompeu. Há 4 dias São Luís MA. Mhario, você sabe tirar do limão uma limonada. Poucas pessoas escrevem como você. Dom de sua mãe, né, que você aperfeiçoou com talento e inspiração. A história de Rodó é impressionante. Você foi buscar o lado invisível da alma de Rodó, mas numa linguagem simples e acessível a todos. Bravo. Bravo! Parabéns pelo Portal. É simplesmente maravilhoso.

Brasília-DF - Kalil Guimarães - Mhario perfeita tua narrativa sobre Rodó. Fiquei emocionada com a forma como a descreveste. Lembro-me muito bem dela.

MARIA NAUZA LUZA MARTINS. Há 3 dias BRASILIA - Mhario Lincoln meus parabéns. Mais uma vez prendeu minha atenção do começo ao fim com a maneira magistral em que exerce seu papel de escritor e contador de histórias. Lembro da história de Rodó que em seu texto foi descrita de forma contundente, tocante e com detalhes desconhecidos para muitos da real história dessa famosa personagem conhecida das ruas de São Luís dos anos 70. Seu texto me emocionou e mostrou, além de tudo o que descrevi, sua grandeza como ser humano. Salve salve!

Joema Carvalho. Há 4 dias. Curitiba. História muito forte. Infelizmente, única dignidade que ficou à memória desta mulher.

WANDA CUNHA. Há 3 dias - São Luís, Interessante esse resgate, Mhario, dentro de uma linguagem coloquial, enxuta, reflexiva e de cunho social forte de denúncia, paralelo a vários flashes da então cidade de São Luís, com seus costumes e cotidiano, sob o olhar da classe estudantil da época. Parabéns! Texto maduro.

Rogério Rocha. Há 3 dias SÃO LUÍS - Relato sensível e emocionante que nos leva a refletir seriamente sobre solidão, desprezo e violência.

Edomir Martins de Oliveira. Há 3 dias São Luís MA. Rodó, conheci só de nome. Não sabia da historia triste que envolveu sua vida. Muito bom trazer estes fatos que amplia nossa história e nos dê mais conhecimentos. Obrigado ML.

Fátima Melo. Há 4 dias.  SAN Francisco, Califórnia. Amei! Cresci vendo Rodó pelada na Madre Deus. Surtava quando gritavam Ei, Rodó! e ela retrucava: teu rabo, teu rabo, teu rabo. Tinha também a Tatá que gostava da cachaça e Rei dos Homens. Bons tempos do Liceu!

Veridiana Santos. Há 4 dias.  Curitiba -Paraná. Excelente texto!!!! Muito bom falar dessas “figuras folclóricas” maranhenses. É bom sabermos da história de vida deles, p aprendermos a dar valor a essas pessoas q sofreram tanto e q acabaram sendo definidas como loucas. Coitadas! Imaginem o q passaram p sobreviver.

Antonio Guimarães de Oliveira. Há 4 dias. São Luís Maranhão. Temos muitas Maria do Carmo, infelizes...

Roger Dageerre. Há 4 dias. São José de Ribamar- Grande São Luís. Eu também conheci Maria do Carmo, a "Rodó", mas nunca cheguei perto porque tinha medo. Na verdade, todos os colegas daquela época ficavam assustados com a presença dela. Só agora, lendo essa matérias que fiquei sabendo da trisre origem da alcunha Rodó. Apesar de triste, a história é interessante. Aplausos!

https://blogdohelciosilva.blogspot.com/

Susana Pinheiro. Há 4 dias  Rio de Janeiro Chorei! Sim chorei e choro por todo tipo de violência! Dói e se eu pudesse, se a mim fosse dado algum poder sobrenatural, iria pedir para ter o poder de cura da alma e proteção! E impediria tal violência! Emocionada com a história de Maria do Carmo, espero que Deus tenha lhe dado o amparo devido! Quantas Marias do Carmo existem perambulando pelas ruas...aqui no Rio, há um mundo de mulheres perambulando pelas ruas. Uma vez vim em casa e levei roupas e comida, ela sorriu. Eu choro!

Luciah Lopez. Há 4 dias Curitiba/PR. Toda cidade tem seus loucos, alguns se tornam invisíveis em sua solidão; outros se agarram às beiras da sociedade sem que esta lhes dê crédito. Seu relato acordou os meus loucos, e eles gritam... Parabéns, meu carinho e admiração sempre!

Maria Lucia Prado. Há 4 dias São Luís MA. Mhario Lincoln. Lembrei da rodó. É de meu tempo. Nunca passou pela minha cabeça uma história tão comovente. Vivendo e aprendendo. Quem vê cara não vê coração.

João Batista Gomes do Lago. Há 4 dias São Luís. MA. MAGNÍFICO.. . Simples assim.

Linda Barros. Há 4 dias  São Luís/ MA. Que passeio lindo esse. Lembranças que voltam inevitáveis, também estudei no Liceu. É impossível não lembrar de tanta coisa legal, mas não conhecia a "Rodó". Parabéns a esse belo portal que "abre" as janelas do tempo literalmente.

Cordeiro Filho. São Luís. Há 4 dias. - Que beleza. Gostei muito.

Itaercio Rocha (Curitiba-PR) - Maravilhoso. MIL.

Helcio Silva: repercuti no blog: https://blogdohelciosilva.blogspot.com/

Marco Vasconcelos (artista plástico potiguar, radicado em São Paulo): Mas que honra sem tamanho fico feliz em saber que tenha gostado da minha pequena homenagem a uma personagem da sua crônica. Estou muito feliz e honrado..  Pedro Sampaio  já havia me falado do seu trabalho e vou assim que possível ler e estou curioso com a obra  A bula dia sete pecados...  Um grande abraço meu amigo...

4 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 02h22 - Fonte: Climatempo
13°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 18°

13° Sensação
9 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (10/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 22°

Sol com muitas nuvens
Terça (11/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 25°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias