Quarta, 16 de Junho de 2021 22:41
[email protected]
Blogs e Colunas SÁBADO POÉTICO

Escritores e Poetas desfilam suas obras em nosso 'Sábado Poético', com apoio da Academia Poética Brasileira

Entretenimento.

08/05/2021 16h54 Atualizada há 1 mês
102
Por: Mhario Lincoln Fonte: Divulgação
capa
capa

Sábado Poético

DIA DAS MÃES

Osvaldo Pereira Rocha*

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo (Deus-Pai), que nos reuniu no amor de Cristo. E de Maria, nossa senhora de Fátima, mãe de Jesus Cristo e de todos nós, católicos, maçons ou não, que merece todos os títulos para demonstrarmos louvor e gratidão pelas graças e benefícios dela recebidos. 

Convidado: Osvaldo Pereira Rocha.

Invocamos Maria com as virtudes das quais é modelo, isto é, Mãe Castíssima, Mãe Puríssima, Virgem Prudentíssima, Virgem Fiel. Acrescentamos aos seus títulos as nossas necessidades, denominando-A consoladora dos Aflitos ou Nossa Senhora da Ajuda. Tão próxima dos homens e mulheres, que ousamos juntar a esse santíssimo nome até a feiura de nossas misérias, ou seja, Refúgio dos Pecadores, Porto Seguro dos Náufragos, Saúde dos Enfermos, Senhora do Bom Remédio, remédio de nossas feridas

Na minha família sanguínea, já perdi minha mãe, Luiza Pereira Rocha, a melhor das mães terrenas, que foi chamada pelo Pai Celestial para o Céu, de onde vela por todos nós, seus filhos e filhas, netos e netas, bisnetos e bisnetas; todavia como sou avô e bisavô tenho filhas e netas, irmãs, companheira, sobrinhas, noras e cunhadas que são mães, além das mães da minha grande família maçônica. 

Neste 09 de maio, Dia das Mães em 2021, celebrado anualmente no segundo domingo de maio, rogo a Mãe Santíssima que peça a Deus por todas as mães, de sangue e maçônica, para que tenham, com seus filhos e filhas, netos e netas, um Dia das Mães de plena saúde, amor, justiça e paz. E 1º de maio é dia de São José Operário e do Trabalho, e 13 de maio é o Dia de Nossa Senhora de Fátima e do aniversário da minha irmã e comadre Enoe, a quem parabenizo e desejo felicidades com saúde plena, amor e paz.

Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que continue nos abençoando. SL, 02052021.

 

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Grão-Mestre AD VITAM do GOAM, atualmente GOEMA. Site www.osvaldopereirarocha.com.br 

 

Letícia e sua obra

O MEU FEMININO

Letícia Mariana 

Sou cantiga que berra,

Não sou flor,

Não sou fera.

Sou sofrer que resiste,

Sou o triste do passado,

A vela que incendeia,

O meu feminino,

Sou mulher!

Hoje choro sem medo,

Sabendo que sofrerei depois.

Hoje rio dos anseios,

E sei que o penar não se foi!

Cada canto me trouxe mórbidos passos,

A luz me socorre!

Talvez a razão seja um fato,

Emoção me consome.

Sou cantiga que berra,

Talvez seja flor ou fera,

Resisto no caminho,

Eu sou o meu feminino!

Kalil Guimarães.

MÃE AVÓ SANTA I

Kalil Guimarães

Mãe...

    tuas lembranças 

             mostraram-me o mundo

       mulher livre

                   independente e forte.

Para me proteger 

      falaste-me da vida

   fui acalentada com o teu amor 

         que me amparava em todos os momentos.

Éramos unidas por uma força superior

   nos entendíamos com um olhar sorriso.

Éramos amigas de infância de todas às horas 

   na escola

   na cidade

   na igreja

   nas brincadeiras 

   nas tristezas...

 

Enchias minha memória 

       e o meu coração com teus carinhos 

   o meu finito tinha espaço no teu finito 

        para evoluir e alcançar voos.

Minhas tristezas de criança acolhias 

    mostrando-me que elas passariam 

         com o primeiro canto da alvorada.

Me alimentavas com as esperanças que surgiriam 

        da força dos meus atos

    com teu exemplo me fiz forte e decidida

    aprendi a pintar o retrato da vida com 

               sonhos 

               felicidade 

               luta 

               paixão 

               amor.

 

A cada incerteza tuas palavras me orientavam 

   os melhores caminhos para a minha escolha.

 

Eras 

        a rosa perfumada

        a bruxinha dos contos de fadas

        o anjo que me protegia 

        a eureka das minhas dúvidas.

 

Estudavas comigo

      contavas-me lindas histórias 

      para ti eu era a menina princesa 

      mas criança como as outras. 

Mãe a cada alegria ou dificuldade 

    escuto a tua voz a orientar-me.

Saudades de ti minha mãe 

      avó e Santa.

 

Maria José da Silva.
Raimunda Frazão.

 

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Academia Poética Brasileira
Sobre Academia Poética Brasileira
Espaço reservado a APB para publicação de textos em prosa e poesia de seus membros.
Curitiba - PR
Atualizado às 22h33 - Fonte: Climatempo
10°
Céu encoberto

Mín. Máx. 15°

° Sensação
13 km/h Vento
94% Umidade do ar
40% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (17/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 13°

Nublado
Sexta (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 13°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias