Sábado, 27 de Novembro de 2021
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Blogs e Colunas Articulistas

O poeta e articulista do Facetubes, João Batista do Lago, finalmente publica O CIO, sem cortes

O CIO, de JB do Lago. Feita em 2007.

09/11/2021 às 12h11 Atualizada em 10/11/2021 às 15h06
Por: Mhario Lincoln Fonte: JB do Lago
Compartilhe:
JB do Lago
JB do Lago

O CIO

O poeta e articulista do Facetubes, jornalista João Batista do Lago recuperou em seus arquivos, um poema produzido em 2007. Sem dúvida, foi uma das composições líricas de JB do Lago mais discutidas, após sua publicação.

O Facetubes reproduz, neste espaço, a poesia CIO, com exclusividade, sua integridade e sem cortes.

 

O CIO

Por João Batista do Lago

A madrugada é primaveril

Lá fora não há calor nem frio

Da janela do meu quarto

Olho uns quintais com suas casas

Num dos quintais uma cadela no cio

Do outro lado da cerca de arame

Um cão tortura-se em amantes latidos

A cadela assanha-o ainda mais

Encosta o sexo na cerca e permite-lhe a lambida

O cão ensandecido de desejo rodopia de alegria

Corre de um lado para o outro em desarmonia

Tenta escalar a cerca de arame em agonia

Tudo em vão

Resta-lhe a condenação de ser apenas cão

 

(no meu quarto ouço uma serenata: Brahms)

 

Da janela do meu quarto

Interiorizo-me na alcova dos casais

Quantas mulheres com o sexo em brasa

Recostam em cada marido distante

Ressuam o corpo como perfume exalante

Da flor-dos-amores em cio suplicante de carícias e beijos

Nenhuma cerca as separa de seus amantes

Apenas o ronco estridente e o ranger de dentes

Daqueles que outrora foram grandes amantes

E o cio assim dessas donzelas em cio

Aos poucos vai morrendo a cada desafio

Sem saber se é mulher ou apenas calafrio

Numa noite de primavera

Onde não faz calor nem frio

 

(no meu quarto a serenata de Brahms finda)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias