Quinta, 19 de Maio de 2022

Nuvens esparsas

Curitiba - PR

Educação Swwing & Jazz

"AS CORES DO SWING". Livro de Augusto Pellegrini. Capítulo 9 – A maratona – Parte 4

Autorizado pelo autor.

07/04/2022 às 18h11 Atualizada em 07/04/2022 às 18h33
Por: Mhario Lincoln Fonte: Augusto Pellegrini
Compartilhe:
Ella e Pellegrini. (Mont. ML).
Ella e Pellegrini. (Mont. ML).

É inacreditável que estas coisas acontecessem no coração de Nova York, cuja população, anestesiada pela crise dominante, a tudo assistia impassível como se não fizesse parte do problema. Era um forte exemplo da degradação que representava o desabamento moral de uma sociedade, além de divulgar o lado pobre da música, pois orquestras de menor qualidade se sujeitavam a tocar um arremedo de swing a preço de banana, para servir de background à pantomima.

Ao final do espetáculo, era comum os organizadores fugirem com a renda da bilheteria e com o dinheiro arrecadado através dos eventuais patrocinadores, deixando Bridgets, Susans, Philips e outros desafortunados a ver navios, sem condições nem mesmo para recuperarem as forças depauperadas.

Este show de horrores não durou muito tempo, pois as pessoas logo perceberam que tudo não passava de uma grande farsa. A própria lei começou a tomar as devidas precauções para impedir a realização das maratonas de dança, e com o passar do tempo esta diversão macabra acabou caindo em desuso.

Cartaz do filme.

Em 1969, o cineasta Sidney Pollack dirigiu um filme baseado no livro de Horace McCoy chamado “They shoot horses, don’t they?” (Eles matam cavalos, não matam?), que no Brasil recebeu o título de “A Noite dos Desesperados”, retratando o mais fielmente possível esta época onde se fazia de tudo para ganhar dinheiro.

O filme foi estrelado por Jane Fonda, Gig Young, Susannah York e Michael Sarrazin, e conseguiu levar para a tela toda a angústia da sociedade americana na época da recessão, onde às vezes uma maratona de dança parecia ser a única saída para ganhar algum dinheiro, e a exaustão física e mental era apenas um dos inúmeros obstáculos a serem vencidos. 

-0-0-0- 

Os salões mais conceituados da América não se prestavam a este tipo de circo.

Lugares sérios, como o Savoy, o Alhambra, o Roseland ou o Apollo também promoviam os seus festivais de canto e dança, mas de uma maneira limpa e correta, que em nada podiam ser comparados às tais maratonas clandestinas e de nível rasteiro.

Desde o final dos anos 1920, a realização de concursos para dançarinos e também para cantores, acompanhados por grandes orquestras, era uma prática bastante comum em Nova York e em outras cidades dos Estados Unidos.

Ella Fitzgerald no Savoy.

A cantora Ella Fitzgerald, por exemplo, foi “descoberta” em 1934 por Chick Webb em um concurso de calouros realizado no Teatro Apollo, e dez anos depois o mesmo aconteceria com a cantora Sarah Vaughan, “descoberta” por Billy Eckstine no mesmo local.

Muitos dançarinos que fizeram sucesso no Harlem e na Broadway também foram contratados depois de mostrarem as suas habilidades em exibições amadoras.

O principal concurso de dança em Nova York era chamado Harvest Moon Ball, e era realizado anualmente no ginásio do Madison Square Garden, patrocinado por uma associação comunitária não governamental mantida pelo jornal Daily News chamada Daily News Welfare Association.

 Billy Eckstine.

Quando chegava o grande dia, o ginásio lotava por um público que ia torcer pelos seus dançarinos favoritos. Os vencedores recebiam polpudas somas provenientes das bilheterias e dos patrocinadores, e depois de dois dias de intensa alegria e movimento, a comunidade pobre de Nova York também era beneficiada com parte da arrecadação.

O local era bastante amplo, chegando a comportar vinte mil pessoas, e servia de palco entre outras coisas para espetáculos pugilísticos com os ídolos da época – Jack Dempsey, Joe Louis ou James Braddock – e literalmente fervia quando boxeadores aplicavam seus uppercuts demolidores ou quando as orquestras atacavam seus temas mais quentes e obrigavam os concorrentes a inventarem os passos mais ousados dentro de uma disputa feroz, mas sadia.

Anúncio do Harvest Moon Ball - 1938

O Harvest Moon Ball foi realizado ininterruptamente desde 1935 até 1974, e era considerado o mais importante evento popular de Nova York, reunindo centenas de casais a cada edição, todos sonhando com um lugar no estrelato.

Por outro lado, durante cerca de vinte anos, isto é, até o seu fechamento em 1958, o Savoy Ballroom também manteve os seus “embalos de sábado à noite”, realizando concursos praticamente semanais, nos quais os vencedores eram indicados conforme o nível de aplauso do público.

Muitas orquestras de renome participaram destes concursos em diferentes épocas, como as de Fletcher Henderson, Clyde McCoy, Lucky Millinder, Artie Shaw, Jimmy Dorsey, Woody Herman e Charlie Spivak, e a música vibrante executada com qualidade permitia aos casais praticarem todo tipo de estrepolia coreográfica com uma boa dose de inspiração e muita transpiração.

 Sarah Vaughan.

Durante muitos anos, até 1941, a dança executada no Harvest Moon Ball era conhecida como lindy hop, mas em 1942, por uma estratégia de marketing, como já anteriormente comentado, o jornal Daily News mudou o seu nome para jitterbug jive.

Os dançarinos profissionais, especialmente aqueles que trabalhavam nos grupos que abrilhantavam as noites no Savoy, não davam muita importância ao Harvest Moon e dele pouco participaram, tendo acumulado apenas duas vitórias ao longo de toda a história.

Em 1956, com a chegada do rock and roll, os grupos de dança diversificaram o jeito do lindy hop / jitterbug jive, e criaram passos diferentes com nomes também diferentes, como chicken bop, stroll e madison, com os quais faziam coreografia para shows e filmes onde estrelavam alguns astros do rock, como Little Richard, Gene Vincent, Chuck Berry, Bill Haley e Jerry Lee Lewis.

Video Bonus:

Billy Eckstine & His Orchestra 1947 "Rhythm in a Riff - Art Blakey, Frank Wess, Gene Ammons

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias