Quinta, 15 de Abril de 2021 03:05
[email protected]
Brasil SEMANA PÓSTUMA

Poeta Marcio Gleide presta homenagem a Olinto Simões. E mais: a entrevista exclusiva em 2019

Vídeo do programa "Instigações, de Olinto Simões com Marcio Gleide. Emocionante!

07/04/2021 12h41 Atualizada há 1 semana
133
Por: Mhario Lincoln Fonte: Divulgação
capa
capa

Homenagem de Marcio Gleide a Olinto Simões.

Marcio Gleide: Sempre estará em minhas lembranças os encontros,  os beijos no rosto e os braços que aquele cara me dava com tanto carinho e respeito. No peito agora dor da sua partida tão repentina dessa caminhada terrena. Ser de luz ele era e está a iluminar onde estiver, levarei os ensinamentos do mestre que dizia sempre ser aluno. Olinto Simões foi para mim mestre, amigo-irmão,  conselheiro como um pai. Saudades ficará até que possamos nos encontrar. 

 

Marcio Gleide: POEMA...  (In memoriam)

ATÉ SEMPRE... 

E assim ele falava em nossas despedidas.

Visando que assim o despedir jamais seria.

Foi assim a previsão do mestre que se foi mas fica.

Para sempre até nos encontramos... Olinto. 

 

Um amigo de tamanha grandeza. 

Professor paciente, cheio de empatia. 

Em desabafo um dia chorei a sua frente.

Recebi o abraço que me faltava naquele momento. 

 

Em nosso mundo se faz um vazio. 

Cheio de tristeza ficam corpo a alma.

Se juntam agora o Supremo e seu filho.

Levarmos cada um um pouquinho de sua graça... Olinto. 

Márcio Gleide 

Curitiba-PR  01/04/2021

Marcio Gleide: Este poema escrevi na madrugada, após receber a notícia do falecimento de Olinto Simões.

De Olinto Simões para Marcio Gleide: "O meu amigo, Poeta/Irmão, Marcio Gleide Nunes Dos Santos, me surpreende constantemente. Duma simples e rápida conversa, olha o que ele fez:

PROTEJA-NOS

Proteja-nos Senhor Supremo,

Das víboras que caminham entre a gente,

Sorrindo e matando...,

Roubando e abraçando.

 

Proteja-nos Senhor Supremo,

Dessa gente que tripula o planeta como amebas,

Trazendo regressão aos seres humanos,

Quais outros bichos matam pais por herança.

 

Proteja-nos Senhor Supremo,

Dos que espancam com punhos,

Ao semelhante, aos anciões,

E jogam ao lixo..., crianças.

 

Proteja-nos Senhor Supremo,

Dos que vendem drogas, armas,

Dos que vendem a mentira como verdade,

Vendem pessoas e terrenos divinos.

 

Proteja-nos senhor supremo..., 

Pois, não conseguimos identificar os atirados,

Demônios que andam de terno e gravata, 

Fantasiados de gente normal, mas, são, serial killers.

 

Gente essa que com uma caneta às mãos,

São inimigos armados, matam milhares de pessoas,

Saem impunes como se nada tivesse acontecido,

E vai apontar o dedo em direção que não a dela.

 

Gente que enche a barriga e se farta,

Com a falta de comida em outras mesas,

Tendo vida realizada de reis e rainhas,

Com a desgraça dos que morrem nas esquinas.

 

Proteja-nos Senhor Supremo,

Daqueles que andam armados para proteger,

Mas, sem se que saiba razão,

Executam chacinas.

 

Proteja-nos Senhor Supremo,

Dos falsos que nos cercam,

Minando nossas energias...,

Que pensávamos amigos, e não são.

 

Marcio Gleide Nunes dos Santos

 

Marcio Gleide Nunes Dos Santos, você não faz ideia do tamanho de seu SER. Abraço. Olinto Simões. Curitiba-PR 03/10/2017

A ENTREVISTA EXCLUSIVA OLINTO/MARCIO GLEIDE:

"

 

SEGREDO GUARDADO A SETE CHAVES

"Meu caro Mhario, posso lhe fazer um pedido? Gostaria de indicar o nome de Marcio Gleide Nunes Dos Santos, um poeta extraordinário, para a nossa Academia Poética Brasileira na primeira oportunidade. Ficarei eternamente grato, presidente". (Curitiba-PR, madrugada de 11/2020).

Nota do Editor: um segredo guardado a Sete Chaves, hoje revelado. À pedido do amigo e confrade Olinto Simões, iremos enviar o nome do nosso querido poeta Marcio Gleide Nunes Dos Santos à direção central da Academia Poética Brasileira. Caso ele aceite ser membro e com aprovação do Conselho Direcional da instituição, Marcio deverá inaugurar a nova etapa de reorganização da APB, ou seja, o patrono do escolhido será o primeiro ocupante da Cadeira 56. O patrono, então, passa a ser o imortal Olinto Simões. Aguardamos, pois, a resposta do poeta Marcio Gleide. (Mhario Lincoln, presidente da Academia Poética Brasileira).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 02h55 - Fonte: Climatempo
15°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 21°

15° Sensação
6 km/h Vento
94% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias