Domingo, 19 de Setembro de 2021 02:53
[email protected]
Blogs e Colunas Academia Poética Br.

DOMIGÃO POÉTICO. Convidados de várias partes do país. Apoio: Academia Poética Brasileira

Poesia e Prosa

05/09/2021 18h04 Atualizada há 2 semanas
696
Por: Mhario Lincoln Fonte: Divulgação
Academia Poética Brasileira
Academia Poética Brasileira

Ah! A poesia é algo insuperável. Poesia é aquele suspiro último, mesmo quando se quer continuar chorando, pois até mesmo o choro do poeta é diferente: sempre mistura dor e sentimento com tinta, papel e lamento, pedindo clemência a uma paixão ardente, não é mesmo?

Principalmente para poeta moderno. aquele que é capaz de fazer lirismo empregando formas inimagináveis do seu 'ser lírico'. Isto é arte e talento. Por isso, Rimbaud sempre dizia: “Peçamos ao poeta novidade”. Ou o incomensurável Apollinaire: “O poeta é aquele que inventa novas alegrias, ainda que difíceis de suportar”, diz . Na verdade, são criações incríveis, mas que ao fim, bem ou mal, a poesia frutifica, como se fosse um último fôlego para a consumação do fato. (Mhario Lincoln).

Sejam bem-vindos, convidados, confreiras e confrades:

Elvandro Burity.

@Elvando Burity, imortal APB, seccional RIO.

MÃOS VAZIAS...

Num permanente adeus 

Passa o tempo... inexorável

Quem não vê passar?

Não mais verá.

Oh! Tempo tal água

escoas pela torneira...

Gotejando em grãos 

tal areia na ampulheta...

Cada um tem seu tempo

Mas quem pela vida lutou 

e jamais um instante desperdiçou 

Cumpriu sua missão...

Mas no final, 

sem apelação

de mãos vazia partirá.

-----------------------------------------------------

Cearensidade.

@Pedro Sampaio, imortal APB, seccional CE.

Quando escrevi o Soneto A VIDA É UMA ESCOLA fui tomado por uma alegria imensa que invadiu meu coração e intenso sentimento de gratidão a Deus pela inspiração. Não sabia que Deus reservava para aquele Soneto algo que intensificaria a emoção e eis que conheci o Mestre Baritono Menestrel JotAlencar e pra além de grande amigo um parceiro com o qual nasceu a marca CEARENSIDADE EM MÚSICA E POESIA e o Soneto virou não só uma canção e sim titulo de um Álbum CD em 14 faixas abrindo leque para uma vasta lista de músicas nas quais sou letrista onde JotAlencar empresta seu talento inspiração e competência para musicalizar.

A Vida É Uma Escola

Nessa vida nunca deixe de aprender

Pois a vida jamais deixa de ensinar

Nas derrotas não se deixe abater

Nas vitórias não venha se assoberbar

 

A sabedoria pode está na expressão

Na verdade daquilo que vir falar

No refletir sobre a razão e emoção

E até mesmo no silêncio de calar

 

Lições de vida nos dão conhecimento

E se renova a cada fato do momento

Ao aprender se fortalece a raiz

Ao aprender se fortalece a raiz

Ô ô ô lá rá lá

Ô ô ô lá rá lá lá lá

 

Convicto de que a vida é uma escola

E que o tempo atropela quem enrola

Por isso seja um eterno aprendiz

Por isso seja um eterno aprendiz

Por isso seja um eterno aprendiz

 

Lições de vida nos dão conhecimento

E se renova a cada fato do momento

Ao aprender se fortalece a raiz

Ao aprender se fortalece a raiz

Ao aprender se fortalece a raiz.

---------------------------------------

Francisco Baia.

@Francisco Baia, imortal APB, seccional MA

REFERÊNCIA

Encantei-me com a maviosa

voz vinda da canção cantada

por Cinderela, uma das mais

belas ninfetas da minha Ilhabela,

que debruçada sobre o parapeito

da janela, feliz anunciava as boas novas

co’a chegada da primavera, juro que

pensei até que era uma quimera.

As crianças se entrelaçavam de alegria,

perambulando pelas ruelas, brincando

de cirandas e corridas, eram o símbolo

da felicidade e da poesia.

Os jardins que enfeitavam as casas,

eclodiram de harmonia e beleza, era o

encontro marcado das mais lindas flores

obras-primas que nos ofertava a mãe natureza.

Avencas, bromélias, calêndulas, cravinas,

girassóis, jasmins, lírios, margaridas, tulipas,

orquídeas e tagetes, todas decoravam e serviam

como moldura , à bela e desejada primavera.

Francisco Baia

---------------------------------------------

Maria José da Silva.

@Maria José da Silva, imortal APB, seccional RIO

Porque não Sonhar?

Todo ser humano,

Gosta de sonhar.

Porque não Sonhar?

Quando podemos realizar.

Sempre tive meus sonhos...

Pensava como vencer?

Tinha meus Sonhos guardados,

Sempre sonhei em vencer.

Sonhava com novos rumos...

Sonhava com um Amor.

Sonhava com novo Mundo!

Meus Sonhos tinham valor.

Pois nunca desisti,

Fui lutando nesta vida.

Meus Sonhos fui realizando...

Hoje...seu o que é a vida.

Comigo tenho a esperança

Que sempre morou em mim.

Hoje...estou realizada,

Porque Deus me faz feliz! 

Maria José da Silva

----------------------------------

Linda Barros.

@Linda Barros, imortal APB, seccional MA

Palavras que falam

Escrevo porque perpasso

Os muros dos sonhos.

Escrevo porque converso

Com a solidão.

Escrevendo sou ser libertador,

pois assim posso dizer não.

E nas tortuosas linhas da vida

escrevo com gratidão.

E assim

as

palavras

me

levam

para

outro

Além!

Linda Barros

-----------------------------------------------

Edomir de Oliveira.

@Edomir Martins de Oliveira, imortal APB, vice-presidente executivo nacional. (MA).

O contista Edomir Martins de Oliveira escreve sobre a poesia num casamento cheio de lirismo. Uma história entremeada de capítulos poético, como se fosse um enredo sequencial.

 Sempre disse que um dia 

 Viria meu grande amor

Que chegou como eu queria

Mandado pelo Senhor.

Nós juntos nos amaremos

Pois no amor nós cremos.

Para ler a crônica na íntegra e conhecer os versos interessantes que permeiam o enredo, siga o link: https://www.facetubes.com.br/noticia/1391/contista-edomir-martins-de-oliveira-escreve-sobre-a-poesia-num-casamento-cheio-de-lirismo 

SLIDE POÉTICO

Mhario Lincoln

 

10 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Academia Poética Brasileira
Sobre Academia Poética Brasileira
Espaço reservado a APB para publicação de textos em prosa e poesia de seus membros.
Curitiba - PR
Atualizado às 02h52 - Fonte: Climatempo
16°
Nevoeiro

Mín. 15° Máx. 27°

16° Sensação
6 km/h Vento
100% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (20/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Terça (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias