Quinta, 21 de Outubro de 2021
16°

Chuvisco

Curitiba - PR

Cidades Convidados

Textos escolhidos pelo imortal APB, escritor Adriano Siqueira: Maria Ferreira Dutra

Artes visuais

26/09/2021 às 18h15
Por: Mhario Lincoln Fonte: Adriano Siqueira
Compartilhe:
Dutra/Malfatti
Dutra/Malfatti

Maria Ferreira Dutra escreve sobre Anita Malfatti

A arte plástica é uma das artes mais incríveis de todos os tempos e aqui no Brasil temos muitos artistas famosos. Dentre elas a Anita Malfatti foi uma personalidade muito famosa nesse campo, foi um dos destaques representados pela Semana de Arte Moderna em 1922.

Anita nasceu com uma atrofia congênita no braço e mão direita. Ela teve se esforçar muiito para poder usar o braço e a mão esquerda.

Sua primeira pintura foi o burrinho correndo datada do ano 1909. Essa arte foi feita para o seu irmão. Já nessa época ela mostrou o gosto pelas pinturas vibrantes. 

Obra de Anita.

Estudou na Alemanha e nos Estados Unidos, onde teve uma influência diversificada em sua pintura. 

Por ter morado no exterior, teve assim um favorecimento para que sua arte viesse a figurar na vanguarda dos novos tempos.

Aos poucos, Anita passou a expor as suas pinturas e no ano de 1914, em São Paulo as suas obras não foram bem recebidas pela crítica que reconhece seu talento, mas não o seu estilo.

Por não ter estudado em Paris isso fez com que a artista não aprendesse a reproduzir os grandes cânones tradicionais da pintura. Onde as sua obra mostram um desprendimento em relação aos moldes acadêmicos.

Mesmo com criticas por sua arte com estilos diferentes dos demais, suas obras sse destacaram no meio tradicional e foi reconhecida .

Anita foi incentivada a fazer uma exposição das suas obras em 1917, por incentivo de seus amigos e também Di Cavalcanti. a esposição chamou a atenção da critica e foi um marco para o movimento do modernismo  brasileiro.

Aliada aos artistas Tarsila de Aguiar do Amaral e Oswald de Andrade, formou-se na época o Grupo dos Cinco da Arte Moderna.

Obra de Anita.

Anita também inspirou o movimento futurista, que negava a arte do passado e pretendia se desligar das tradições. 

Em 1922, foi realizada a Semana de Arte Moderna, onde ela fez uma exposição de suas obras quebrando modelo tradicional e acadêmico de pintura, que valorizava o real. 

O estilo de pintura da artista era interpretativo, dando destaque para alguns traços, revelando expressões e colocando mais cores.

Essas características mostravam sua relação com o expressionismo alemão, que aprendeu durante seus estudos. Tal ruptura com as regras academicas chamou a atenção dos artistas do modernismo. 

Nas pinturas de Anita Malffat podemos ver técnica e características como: Cores vibrantes; Pinceladas visíveis; Destaque nas expressões; Descompromisso com o real; Quebra com o moldes artístico da academia; Temas pessoais e do cotidiano. Anita inovou vários estilos em suas pinturas, recebendo críticas até mesmo de alguns admiradores do modernismo. Nos nomentos finais da sua vida, ela se dedicou a pintar cenários populares. 

Segue abaixo uma lista dos seus melhores trabalhos. 

O Farol (1915)

O Farol.

O farol de Anita 1915 foi pintada na ilha de Monhegan, entre 1915 e 1917, na costa leste dos Estados nidos, ao ar livre, quando Anita foi aluna do professor Homer Boss, que permitia que seus alunos expressassem-se com liberdade, espalhando-se pelo local.

A Estudante Russa.

A Estudante Russa (1915)

Anita Malfatti

Óleo sobre tela, c.i.e.

61,00 cm x 76,00 cm

Coleção de Artes Visuais do Instituto de Estudos Brasileiros - USP (São Paulo). A estudante , 1915-16

AUTOR: Anita Malfatti. São Paulo, Brasil, 1889-1964

 

Óleo sobre Tela.

Retrato de um professor, 1912

Anita Malfatti

Óleo sobre tela, c.i.d.

40,00 cm x 50,50 cm

Academia (Torso de Homem), 1912. Anita Malfatti. Óleo sobre tela, c.i.d. 48,00 cm x 72,00 cm. Museu de Arte Brasileira - Faap (São Paulo, SP).

 

Maria Dutra/homenagem.

A PINTURA DE MARIA DUTRA: Em homenagem a todas as artistas plásticas,  fiz uma pintura da Anita Malffat pintando seu quadro O Farol. A minha arte dei o nome de Elas. Anita faleceu no dia 6 de novembro de 1964 aos 74 anos.  Nunca se casou nem  teve filhos. Maria Ferreira Dutra

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias