Sexta, 15 de Outubro de 2021
18°

Chuva fraca

Curitiba - PR

Cidades HELCIO SILVA

Uma homenagem a um dos mais íntegros edis que a história do parlamento municipal de São Luís já teve

Em nome de Helcio Silva, uma homenagem também a todos os vereadores de São Luís que seguiram (ou seguem) a mesma linha e têm a mesma dedicação pelas coisas da cidade.

03/10/2021 às 10h59 Atualizada em 03/10/2021 às 12h02
Por: Mhario Lincoln Fonte: Divulgação
Compartilhe:
Mhario e Helcio
Mhario e Helcio

AS AVENTURAS DE UM SUPER-HOMEM

*Mhario Lincoln

Homenagear uma pessoa querida não tem data, nem hora, nem minutos, nem segundos, porque essa pessoa está sempre ao seu lado. Em pensamento, num abraço, em alguns segundos de conversa ao telefone, estando longe ou perto, enfim, é uma companhia agradável e imortal.

Refiro-me ao meu amigo e irmão Helcio Silva. Sim, essa cabeça maravilhosa que, exercendo o cargo de vereador da capital do Maranhão por vários mandatos consecutivos, propôs ser a letra do Hino de São Luís, a composição melódica do grande Bandeira Tribuzi, sancionada, após aprovação plenária, pelo prefeito Ivar Sandanha, de feliz memória.

"Louvação a São Luís", passou a ser um dos mais autênticos hinos de capitais brasileiras. A diferença é a modernidade da composição, por não ser mais um dobrado, ao estilo dos hinos tradicionais, mas algo que popularizou uma capital com mais de 400 anos de fundação. Ou seja, Hélcio Silva tem participação direta nessa modernidade e na sistemática de uma evolução cultural.

Hélcio Silva é um privilegiado. Aniversariante do dia 25 de Setembro, não veio sozinho ao mundo. Na mesma data, nasceram também, grandes nomes da história. Por exemplo, em 1799, nasceu Onofre Pires, revolucionário brasileiro, que tomou parte na Revolução Farroupilha. Em 1915, Herculano Pires, escritor espírita brasileiro. Em 1929, Barbara Walters, primeira mulher a apresentar um telejornal. Em 1944, Michael Douglas, ator e cineasta norte-americano. Em 1948, Glória Pérez, autora de telenovelas brasileiras. Em 1952, Christopher Reeve, ator norte-americano inesquecível pelo papel de Super-Homem no cinema. Em 1955, Amyr Klink, aventureiro brasileiro, entre outros.

Deixei propositalmente Reeve e Klink por último porque Helcio Silva tem muito desses dois grandes personagens mundiais. Helcio quando exercia o mandato de edil ludovicense empreendeu inúmeras lutas - inclusive sofrendo ameaças de morte e prisão - a favor dos professores. Usou a tribuna para defender os mais humildes, aqueles carentes de emprego e saúde, públicas. Gritou no meio das praças (Gonçalves Dias e João Lisboa o escutaram várias vezes), nos bairros pobres, nas comunidades marginalizadas e escreveu uma das mais lindas histórias públicas municipais do Legislativo de São Luís. Um super-homem dessa época. E por que Klink. Porque foi a primeira pessoa a fazer a travessia do Atlântico Sul a remo, em 1984, a bordo do barco. Um desbravador, igual Helcio Silva é. Sem medo, sem 'rabo preso'. Um político íntegro. Meu pai José Santos dizia: "Helcio é o último dos Moicanos". Com essa atuação, vibração, força de luta, com toda certeza. Helcio Silva após abandonar a vida pública acabou optando por se  dedicar ao jornalismo escrito e virtual (blog: https://blogdohelciosilva.blogspot.com/?m=1), torna-se uma lenda viva para o legislativo ludovicense.

A esse homem, simples (hoje vive entre São Luís e Morros/MA, após morar vários anos em Curitiba-PR), honesto, lutador, corajoso e amigo dos amigos, meu mais profundo respeito e admiração por tê-lo sempre ao lado. 

Parabéns e Bravíssimo, por tudo que você tem realizado nesta passagem terráquea e física. E como diz a primeira estrofe do Hino de São Luís: "Ó minha cidade/ Deixa-me viver/ que eu quero aprender/ tua poesia/ sol e maresia/ lendas e mistérios/ luar das serestas/ e o azul de teus dias (...)".

Grande abraço.

*Mhario Lincoln

Presidente da Academia Poética Brasileira. 

--------------------------

O agradecimento: “Meus amigos e minhas amigas, Deus ilumine a todos.

Agradeço de todo coração, carinho e amor, as mensagens dos meus queridos amigos e amigas pelo meu aniversário. Gostaria de agradecer com um forte abraço a cada um, abraço presencial, com afeto e lealdade. Mesmo ausente das redes sociais e do blog, por motivo de saúde, acompanhei as congratulações de afeto. Prometo que vou voltar..., e em breve... Vocês – amigos e amigas – são luzes em meu caminho: somos todos irmãos!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias