Sábado, 27 de Novembro de 2021
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Mundo Textos Escolhidos

Quais as consequência para o Mundo do programa de Orson Welles simulando uma invasão alienígena?

Confira cinco curiosidades sobre o episódio ocorrido em 1938.

03/11/2021 às 14h12
Por: Mhario Lincoln Fonte: Aventuras na História/https://aventurasnahistoria.uol.com.br/
Compartilhe:
Orson Welles / Crédito: Getty Images (AH).
Orson Welles / Crédito: Getty Images (AH).

HÁ 83 ANOS, A TRANSMISSÃO DA "GUERRA DOS MUNDOS" ATERRORIZAVA A POPULAÇÃO NORTE-AMERICANA

Original: Aventuras na História/https://aventurasnahistoria.uol.com.br/

 

Quem já assistiu o filme Guerra dos Mundos (2005), de Steven Spielberg, imaginou “e se fosse real?”. Estrelado por grandes atores como Tom Cruise e Tim Robbins, o longa constou com um investimento de 128 milhões de dólares.

A grande pegada do filme é a sua história, que dá pano para manga há mais de um século. Isso porque uma confusão envolvendo o livro A Guerra dos Mundos (1898) causou uma verdadeira confusão nos EUA.

Pensando nisso, separamos cinco curiosidades sobre o episódio ocorrido em 1938.

1. O livro

Guerra dos Mundos, livro escrito pelo britânico H.G Wells no final do século 19, é uma das primeiras obras a relatar o conflito entre humanos e extraterrestres, sendo considerada um marco para a ficção científica, um gênero que ela mesma ajudou a definir.

Segundo o próprio Wells, a ideia para o livro veio a partir do imperialismo britânico e seu impacto sobre as populações nativas. Os marcianos que invadem a Terra seriam o equivalente aos próprios ingleses em suas predatórias empreitadas imperialistas pelo mundo, principalmente na Tanzânia, usada de exemplo por ele.

 O autor é tido como um visionário, prevendo, com espantosa precisão, tanques, aviões, a televisão, a bomba atômica, viagens espaciais e até mesmo a Internet. A obra de Wells influenciou uma infinidade de autores e obras, tanto de ficção científica quanto de outros campos e até na própria ciência. Robert H. Goddard, pai dos foguetes, se interessou pelo espaço depois de lê-la. Foi adaptada, também, para outras mídias como o cinema (por mais de uma vez).

2. Na rádio

O texto já havia sido adaptado para a televisão, mas as versões para o rádio foram as de maiores repercussões – às vezes catastróficas. A mais famosa ocorreu  em 30 de outubro de 1938, nos Estados Unidos.

Orson Welles – futuro diretor de Cidadão Kane, já na época uma famosa voz do rádio -, reescreveu o enredo de modo a narrar a invasão com boletins jornalísticos. E aí aconteceu a tragédia.

3. Transmissão trágica

O programa foi ao ar pela rede CBS. As pessoas do país todo sintonizavam e ouviam um suposto repórter contar que a Terra estava sendo invadida por marcianos. Uma verdadeira confusão.

Há controvérsias sobre os números, mas estima-se, que, dos 6 milhões de ouvintes, 1 milhão entrou em pânico. “houve tentativa de suicídio. Os hospitais ficaram cheios e as linhas de telefone, congestionadas”, explica Fábio Pietraroia, professor à AH em 2005.

Montagens.

Foto: Montagem de Orson Welles durante transmissão (esq.) e retratação cinematográfica (dir.) - Domínio Público / Divulgação / Paramount Pictures

4. Boletins extraordinários

A depressão de 1929 e as crises europeias que, meses depois, resultariam na Segunda Guerra Mundial tornavam a população sempre atenta a boletins extraordinários dos rádios, que vivia sua época de ouro.

“Além disso, os cientistas acreditavam que havia vida em Marte e que os marcianos poderiam mesmo vir à Terra”, revelou Fábio.

5. Outras experiências

A experiência foi repetida em outros lugares do mundo, às vezes com sérias consequências. Em 1949, foi à vez de Quito, Equador. Quando os ouvintes souberam que era ficção, passaram de apavorados a enfurecidos.

Assim, atearam fogo ao prédio da rádio. No final do episódio, vinte pessoas morreram. Embora o filme não tenha causado nenhum episódio do tipo, muitas pessoas se impressionaram com a produção de Spielberg.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias