Quinta, 19 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Curitiba - PR

Geral Inesquecível

Uma homenagem ao meu inesquecível amigo, empresário José Carlos Martins

Uma alma incrível. Um homem de bem.

08/04/2022 às 13h54
Por: Mhario Lincoln Fonte: Mhario Lincoln
Compartilhe:
José Carlos com a irmã, poeta Nauza Luza Martins
José Carlos com a irmã, poeta Nauza Luza Martins

Daqui a pouco a gente se vê

*Mhario Lincoln

José Carlos Martins sem a menor sombra de dúvidas, em minha incursão inicial no colunismo, na cidade de São Luís, lá pela década de 70, foi um ancoradouro seguro. Uma mão amiga e especialmente, um participante ativo de todas as nossas atividades inerentes ao meu trabalho. Eu e ele vimos alguns desses eventos não darem certo e eu, enfurecido e com raiva dos concorrentes, alardeava que ia abandonar minha carreira de jornalismo. 

José Carlos, sempre calmo e falando serenamente me falava que tudo passaria. E repetia a história de sua luta. Veio da cidade de Monção-MA, para a capital, junto com o irmão, conseguiram construir uma plataforma de independência financeira e ainda trazer todos os seis irmãos e irmãs, duas delas, que eu admiro muito: as poetas e escritoras Nauza Luza Martins e Maura Luza Frazão.

Uma alma incrível. Um homem de bem. José Carlos sempre soube dar um rumo certo em suas investidas comerciais e quando, por um motivo ou outro, perdia uma concorrência, não se martirizava (como eu). Ele estudava - onde errou: Assim, dizia ele, “volto mais forte na próxima”. Não há dúvida que essas ações de José Carlos Martins - as quais acompanhei de perto por vários anos - também moldaram as minhas posições, a partir dali.

Então, chegou-me primeiramente a notícia de que ele havia sido diagnosticado com problemas graves de saúde. Porém, nesse período, pelo que soube através de seus familiares, mesmo doente, ele procurava ver a vida de forma corajosa. Tinha uma forte conexão com sua família. Como se vivesse a vida intensamente, a cada minuto.

Com certeza, ao saber de seu falecimento nesta semana – fato que me deixou triste, o que é bastante normal entre as pessoas que se gostam e se admiram - fiquei com a certeza de que José Carlos Martins cumpriu seu papel aqui neste Planeta, distribuindo seu coração imenso, sua fraternidade, seu carinho, seu amor, até onde pode alcançar, de forma honesta e lúcida.

Claro que não posso fingir que não houve sofrimento nesse período. Porém, o apoio recebido dos seus, é indiscutível e deve tê-lo aliviado fisicamente e espiritualmente. E nós, deste lado daqui da grande escada, só poderemos é anunciar nossa eterna gratidão, pois ao nosso lado tinha um ser humano ciente, amado e inesquecível.

Até mais, JC querido amigo.

Mhario Lincoln

Presidente da Academia Poética Brasileira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias