Segunda, 15 de Julho de 2024 14:23
editor-sênior, jornalista Mhario Lincoln
Blogs e Colunas Colunista Convidado

Edmilson Sanches escreve sobre um dos maiores instrumentistas do século, no Maranhão: Chiquinho França

 Chiquinho França é considerado o "Músico Virtuose da Era Contemporânea", no Maranhão. O título lhe foi concedido em 2008, pela Revista Poética Brasileira.

16/04/2024 18h24 Atualizada há 3 meses
Por: Mhario Lincoln Fonte: Edmilson Sanches
Arte: MHL
Arte: MHL

 

UM INSTRUMENTO. UM SENTIMENTO. UM MOMENTO

 

Edmilson Sanches, convidado da APB

 

(A guitarra, o agradecimento, a música: a origem de “Fissura”, a composição feita há 30 anos e o maior sucesso do multi-instrumentista maranhense Chiquinho França).

***

 

Em Língua Portuguesa, a palavra “guitarra” é do século 14; era a cítara ou “qitara” dos árabes, a “cithara” dos latinos, a “kithára” dos gregos.

 

A palavra “gratidão”  é do século 16. Era a “gratia” do Latim.

 

A palavra “fissura”, também latina e de mesma grafia, apareceu um século mais tarde, 17. Já a música “Fissura”, do cantor, compositor, instrumentista, produtor musical e ativista cultural Chiquinho França, chegaria muito depois. Foi assim:

*

 Abril de 1994, há exatamente trinta anos. Nesse mês e ano, os contrastes da vida se manifestavam em dois músicos no Maranhão: um, em São Luís, José de Ribamar Fiquene, tomava posse como governador; o outro, em Imperatriz, Chiquinho França, não tinha posse nem de um instrumento para ganhar o pão para a família  -- mulher e três filhos. Quando era convidado para tocar, Chiquinho recorria ao produtor musical imperatrizense Carlito Santos, que lhe emprestava a guitarra.

 

O governador Fiquene também foi juiz de Direito, educador e escritor e, como músico, foi violonista, cantor e compositor, com diversos discos gravados. Em seus nove meses como chefe do Executivo maranhense, de 2 de abril de 1994 a 1º de janeiro de 1995, fez nascer muitos gestos de bondade. Sabendo que seu colega músico e amigo pessoal Chiquinho França, morador da cidade onde Fiquene nascera politicamente e fora prefeito  -- Imperatriz --, sabendo que Chiquinho estava sem seu instrumento de predileção e ganha-pão, Fiquene, entre seus gestos de bondade, adicionou mais um: de surpresa, fez chegar até a casa em que Chiquinho morava, no bairro imperatrizense Conjunto Vitória, um trio de “coisas” estalando de novo: um amplificador Marshall, uma pedaleira Boss... e uma guitarra Ibanez, a marca japonesa que desde 1929 vem ganhando o mundo e a preferência de guitarristas de renome, entre os quais virtuoses como os americanos Joe Satriani, Steve Vai, George Benson, Pat Metheny, John Scofield, Paul Gilbert, Andy Timmons, Paul Stanley (guitarrista e vocalista da banda Kiss) e brasileiros como Lari Basílio, Kiko Loureiro (bandas Angra e Megadeth)... e Chiquinho França.

 

Assim, exatas três décadas atrás, nascia a música “Fissura”. Com a guitarra nas mãos, o músico Chiquinho França compôs a canção, letra e música, embora “Fissura” seja mais tocada e (re)conhecida como obra instrumental. Na gravação de “Fissura”, em 1997 (CD “Instrumental”), há uma participação especial do engenheiro civil e empresário de jornal, rádio e televisão Fernando Sarney: ele faz um solo de gaita de exatos 17 segundos, que agregou mais beleza e riqueza sonora e, a depender de quem escuta, sugere evocações diversas, do romântico ao melancólico, do nostálgico ao contemplativo.

 

A letra que Chiquinho França escreveu logo que recebeu o presente do colega músico e amigo governador é uma declaração, confissão, para sua companheira de vida artística e pessoal  --  a guitarra. Chiquinho revela à amigamante o que sente quando está com ela, quando lhe toca o braço, dedilha as cordas, ressoa a caixa. O músico, em vez de possuir o instrumento, por ele é possuído, em uma relação íntima que, a partir de dedos que comprimem, percutem, deslizam, tocam e, como está na letra de “Fissura”, faz surgir sensações e sentimentos de segurança e sonho, amor e prazer  --  em uma só palavra, fissura, que aqui não é fenda nem fratura, nem falha ou rachadura, nem sulco ou abertura... mas apego, gamação. Amor, paixão. Loucura, fissuração.

 

FISSURA

 

“Ah, eu não me queixo

Quando estou contigo!

Sinto segurança,

Não corro perigo.

É, quero ter você

Sempre ao meu lado,

Assumir que sou

Por ti fissurado.

 

É todo esse amor

Que me faz viver,

Me faz sonhar

E sentir prazer.”

 

*

 

Dentre as dezenas de composições de Chiquinho França (é autor muito crítico e seletivo em termos de aproveitamento de suas próprias músicas) e as centenas de gravações e regravações/releituras  – inclusive “shows” ao vivo --  de músicas suas e de outros autores, do clássico ao pop, do sacro ao folclórico, brasileiros ou internacionais, em discos de vinil ou digitais ou, contemporaneamente, nos serviço de “streaming”, “podcasts” e vídeos, enfim, em qualquer suporte físico e não físico para músicas, a trintona “Fissura” é sua composição de maior sucesso e a que mais lhe rende direitos autorais.

 

“Fissura” foi inicialmente gravada no CD “Em Cartaz”, de dez faixas, em 1995, e, no mesmo ano, no CD “Canta Imperatriz” (seleção de 17 músicas de artistas imperatrizenses), e, depois, no CD “Instrumental”, também de dez faixas, em 1997. A beleza e qualidade do CD “Instrumental” levou a Rede Globo (Rio de Janeiro) a usar todas as dez gravações do disco, com “Fissura” liderando e abrindo caminho para as demais nove músicas. Assim, por meio daquele à época maior grupo de comunicação do Brasil e um dos maiores do mundo, “Fissura” tem sido ouvida, tocada, utilizada em todo o País e no Exterior. É a força da Cultura maranhense, indo aonde cabem talento técnico e sensibilidade poética, qualidade artística e excelência musical.

 

*

 Um instrumento. Um sentimento. Um momento.

 Disso só poderia mesmo surgir algo bom e belo  --  uma música, muitos sentimentos.

 

Em som baixo

ou na altura.

Uma música.

Mil emoções.

 

Fissura.

 

EDMILSON SANCHES
Palestras / Cursos / Consultoria
Administração Pública e Empresarial - Biografias
Comunicação - Desenvolvimento - História – Literatura
CONTATO:
[email protected]
www.edmilson-sanches.webnode.page

 

“Link” para “Fissura”:

https://www.youtube.com/watch?v=4BIWLfG2sZI

------------------------------

Chiquinho França recebeu o título de "Músico Virtuose da Era Contemporânea, no Maranhão", concedido pela Revista Poética Brasileira, órgão informativo ligado ao Portal "Aqui Brasil", em 17.10.2008.

A Comenda para Chiquinho França.

 

 

6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
JaimeHá 3 meses Brasília/DFParabéns pela publicação, de incomensurável valor cultural.
Laura MullerHá 3 meses São PauloSanches, você vai para o Céu. Chiquinho é um ícone para todos nós e sua música Fissura um grande sucesso mundial. Obrigada.
João Amadeu Fiquene Brante.Há 3 meses Imperatriz MAParabéns, Chiquinho. Tua mãe está lá de cima olhando todas essas homenagens e vibrando pelo filho que tem.
João Donato do Cavaquinho (Imperatriz-Ma)Há 3 meses MaranhãoMeu caro amigo. Se eu tivesse que escrever sobre você, como fez de forma luzinante o digníssimo e emetério professor e palestrista Dr. Edmilson Sanches, um caxiense que orgulha nossa terra, seria assim. Francisco, tu és divino e maravilhoso, um talento invejável, porque a tua humildade sempre te acompanhou e tu nunca deixaste que a soberba te fizesse ser uma pessoa chata e desagradável, como tantos outros que pensam que são, se iludem eles mesmo, e não passam do chão. Continua assim.
Maria José Lima de SouzaHá 3 meses Santa Inês-MAFissura está para a música do Maranhão e do Mundo, como Fio de Cabelo, para a galera sertaneja. Meus mais sinceros parabéns pelos títulos da vida, menino. Te vi criança. Sou filha de tua professora que te ensinou as primeiras letras aqui em nossa Santinês.
Mostrar mais comentários
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Edmilson Sanches
Sobre Edmilson Sanches
Edmilson Sanches é um dos intelectuais brasileiros mais aplaudidos em diversas áreas da literatura contemporânea. É jornalista, consultor, palestrante, editor, bacharel em administração pública e licenciado em letras.
Curitiba, PR
Atualizado às 12h02
12°
Chuviscos

Mín. 10° Máx. 13°

11° Sensação
4.12 km/h Vento
76% Umidade do ar
100% (6.97mm) Chance de chuva
Amanhã (16/07)

Mín. 10° Máx. 12°

Tempo nublado
Amanhã (17/07)

Mín. 12° Máx. 20°

Tempo nublado
Ele1 - Criar site de notícias