Segunda, 15 de Julho de 2024 14:10
editor-sênior, jornalista Mhario Lincoln
Cidades especiais

Uma reflexão lírica que merece muitas interpretações: "AS FLORES SÃO PÁSSAROS LIVRES"

A percepção poética de NAUZA LUZA se eleva ao afirmar que a verdadeira “essência das flores está nos jardins” (MHL)

23/06/2024 18h12
Por: Mhario Lincoln Fonte: Mhario Lincoln
Nauza Luza, a autora.
Nauza Luza, a autora.

“Flores, para mim, são como pássaros. Adoro contemplar pássaros em liberdade e flores nos jardins. Os buquês de rosas são realmente belos, mas sua efemeridade me entristece. No entanto, a essência é a alegria que nos trazem: pássaros livres e jardins floridos”. (Nauza Luza Martins).

 

*Mhario Lincoln

 

É impossível ler essa construção poética e não ambicionar escrever sobre ela. Esse sou eu. Quando algo me toca profundamente, desejo participar, interagir. Defeito ou virtude? Talvez nenhum dos dois. Prefiro uma palavra mais forte: aprendizado. São essas percepções incríveis que me fazem crescer literariamente. E como cresci ao ler: "Flores para mim são pássaros (...) livres."

 

Nauza Luza Martins, da APB/DF, com sua poesia, revela, em uma metáfora singela e poderosa, que as flores são como pássaros livres. Ao falar dos buquês de rosas, ela reconhece sua beleza efêmera. Isso mostra como absorveu o que havia lido sobre rosas no texto que publiquei in: https://www.facetubes.com.br/noticia/5274/se-for-dar-um-presente-com-flores-nao-rosas-atente-para-esses-detalhes-interessantes.

 

Sua percepção poética se eleva ao afirmar que a verdadeira “essência das flores está nos jardins” (alma, meio, sentido, ressonância, estado de espírito...). Lembrei imediatamente de John Keats, grande poeta romântico inglês, em sua "Ode a um Rouxinol":

"Não posso ver quais flores estão a meus pés,

Nem que incenso suave paira nos galhos,

Mas, na escuridão perfumada, adivinhar cada doce

Com que o mês sazonal presenteia...

Que tu, Dríade de asas leves das árvores,

Em algum recanto melódico

De faias verdes, e sombras inumeráveis,

Cantas do verão com facilidade cheia de voz."

 

Como Keats verso em sua abordagem subliminar, Nauza também entristece ao ver flores murchas (sazonais), fazendo refletir sobre a transitoriedade da beleza. Suas palavras ecoam a ideia de que, por mais lindas que sejam as rosas, elas inevitavelmente murcham, simbolizando a impermanência da vida e a importância de aproveitar cada momento.

A poeta maranhense, assim, celebra todas as flores nos jardins, incentivando a olhar além dos buquês temporários para apreciar a diversidade das flores. Para ela, os jardins simbolizam vida, renovação e esperança. Assim como os pássaros encontram abrigo nas árvores, as flores nos jardins nos conectam à natureza e refletem energias para a alma. Excelente!

6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Carmen Regina DiasHá 3 semanas CascavelOde a um Rouxinol: John Keats Não posso ver quais flores estão a meus pés, Nem que incenso suave paira nos galhos, Mas, na escuridão perfumada, adivinhar cada doce Com que o mês sazonal presenteia... Que tu, Dríade de asas leves das árvores, Em algum recanto melódico De faias verdes, e sombras inumeráveis, Cantas do verão com facilidade cheia de voz.
Maura Luza Frazão Há 3 semanas São Luís - MABelas e pertinentes considerações Mhário querido. A Nauza sempre com seu jeito diferenciado de perceber o mundo ao seu redor. É interessante observar a riqueza literária do texto da Nauza e o exercício da compreensão sobre as flores como algo de sublime reverência aos olhos e ao espaço reservado a elas, que é o JARDIM. Meus parabéns a minha maninha do coração e meus aplausos a você e ao Facetubes ilustre amigo poeta Mhário Lincoln.
Carmen Regina DiasHá 3 semanas CascavelSua percepção poética se eleva ao afirmar que a verdadeira “essência das flores está nos jardins” (alma, meio, sentido, ressonância, estado de espírito...) Suas palavras ecoam a ideia de que, por mais lindas que sejam as rosas,elas inevitavelmente murcham, simbolizando a impermanência da vida e a importância de aproveitar cada momento. Preciso dizer mais? O mestre captou os mínimos detalhes de tudo que nos inspiram os jardins e as flores. Trouxe-me Fernando Pessoa e Caeiro à lembrança. Paz!
JoizacawpyHá 3 semanas São luís Nauza é maravilhosa, poeta de longa estrada, que a arca a poesia Em toda sua extensão e nuances que há muitos passam despercebidas, somos rosas de um grande jardim, e a lei da vida é um dia murchar, mas nas memórias que nós habitamos continuaremos lindas e perfumadas. Obrigada Mhario por trazer tão bela construção da Nauza.
alcina maria silva azevedoHá 3 semanas Campinas- SP A confreira e poeta Nauza Luza Martins,tem um estilo suave e ao mesmo tempo marcante. Ela nos toca a alma, com sua brilhante forma de ver a vida e a natureza. Pássaros representam o desejo de liberdade e poder voar...voar.. Flores, representam a beleza, perfume e, a efemeridade da vida. Parabéns Nauza! É muito bom ler seus versos.
Mostrar mais comentários
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba, PR
Atualizado às 12h02
12°
Chuviscos

Mín. 10° Máx. 13°

11° Sensação
4.12 km/h Vento
76% Umidade do ar
100% (6.97mm) Chance de chuva
Amanhã (16/07)

Mín. 10° Máx. 12°

Tempo nublado
Amanhã (17/07)

Mín. 12° Máx. 20°

Tempo nublado
Ele1 - Criar site de notícias