Sexta, 04 de Dezembro de 2020 11:07
[email protected]
Blogs e Colunas COLUNISTAS

Edomir de Oliveira: " No assunto Casamento, Toda espera é válida"

Crônicas.

13/11/2020 12h02
453
Por: Mhario Lincoln Fonte: Edomir Martins de Oliveira
Ilustração ML.
Ilustração ML.

Capítulo 35

Do Livro: “Finalmente a Noiva Chegou"

Edomir Martins de Oliveira

Vice-Presidente Nacional da APB

 

 

NO ASSUNTO CASAMENTO TODA ESPERA É VÁLIDA

 Desde a sua juventude, sempre fora dedicada aos estudos e trabalhos literários. Moça de muita beleza física, porte elegante, que se comunicava muito bem, sabia conversar, atualizada com as informações do mundo. Não tinha tempo para pensar em namoro.

        As amigas e colegas de escola já casadas, diziam que ela ia ficar solteira, e envelhecer sozinha era muito ruim ao que ela retrucava que segundo o romancista francês Honoré de Balzac, “mulher só depois dos trinta”.  Depois dos 30 anos, os pais em conversa com ela, lembraram-lhe que estavam ficando idosos e pela ordem natural das coisas, deveriam ir primeiro, deixando-a só. E o que era pior, sem terem tido a alegria de ver seus netinhos, que garantiriam a continuação da família. Ela, então, que gostava de morar com os pais nunca tinha pensado nessa hipótese. Logo se deu conta, e começou a pensar que seria bom tratar de arrumar um namorado com vistas a ter um marido.

        Verdade é que, através de concurso público, conseguira emprego na área federal. Quanto à parte financeira já estava tranquila.

Mas, os áureos tempos da juventude da moça, se foram e ela nem percebeu os rapazes que quiseram conquistá-la. Nessa época, é que as jovens se enfeitam mais, com roupas atraentes, adornos próprios, com maquiagens, bijuterias, etc. Tudo isso escapara-lhe. Seu negócio não era conquistas banais.

 Não se preocupara.  Dizia consigo mesma que haveria de recuperar o tempo perdido, mas não se entregaria a conquistas ridículas. Era muito seletiva e se valorizaria. E o tempo foi passando, e nada de aparecer um candidato, como ela desejava. Ela dizia para a mãe que achava não nascera para casar. A mãe então, lhe dizia para que observasse o que a Bíblia nos ensina em Eclesiastes 3:1 – Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do Céu. - Não fica ansiosa, filha. Deus proverá na hora certa -.

Diziam-lhe as amigas que fizesse preces a Santo Antônio, o Santo Casamenteiro. E uma delas aconselhou uma simpatia infalível. Ela passou um ano inteiro fazendo e nada. Outra amiga chegou a lhe dizer que com ela só deu certo quando pegou uma imagem do santo e a botou de cabeça para baixo uma noite inteira. O santo entendeu o castigo imposto; e como não quis ficar ao sereno mais uma noite, colocou um guapo rapaz, bonito e inteligente ao seu alcance e com ele veio a casar e até hoje é muito feliz. – Faz como eu, disse-lhe a amiga. Dá certo mesmo.-

(E) Mhario Lincoln e o Autor.

E a nossa sonhadora se empolgou com o relato da amiga. Imediatamente, foi à loja que vendia imagens e custou a encontrar uma que tivesse Santo Antônio, porque era mês de junho, aniversário do Santo e a procura era muito grande. Mas, depois de percorrer várias lojas, encontrou uma imagem, e a comprou logo, pois tinha tido o cuidado de perguntar à amiga qual o tamanho ideal; aquela veio a calhar!  No primeiro fim de semana, colocou a imagem logo em uma janela, ao sereno, de cabeça para baixo. Foi para um barzinho encontrar-se com amigas e já deixou o santo na janela cumprindo as recomendações da amiga especial. Passou-se uma semana e nada aconteceu.

Conversando com outra amiga, esta lhe informou que uma simpatia a ser observada estava em usar uma agulha virgem. Com ela dera certo, e logo encontrou o namorado que é seu marido até hoje, e vivem a vida de casados com muito amor. O segredo está em passar a linha no fundo da agulha logo da primeira vez. Quantas tentativas forem feitas, será quantos dias ela terá que esperar.

A jovem então se entusiasmou com a informação. Foi falar com a avó para ver como se fazia, e a avó com presteza, lhe ensinou como passar a linha logo da primeira vez.

Com essa preciosa lição em mãos, partiu para pôr em prática. Porém, ela não tinha habilidade para lidar com agulhas e linhas. Passou uma semana em tentativas e ficava indignada porque não acertava. Só passava depois de 4 a 5 tentativas. Sua avó tinha mais de 70 anos, e logo da primeira vez passava a linha e sem usar óculos. Ela aprenderia.- Passou mais outra semana em treinamento. Não lhe saía da cabeça o que lhe dissera a amiga.- Tem que ser da primeira vez -. Até que um dia aos pulos de alegria dizia para a família ouvir: - deu certo da primeira vez !!! Seus familiares sem saber o porquê de tanta euforia saíram a indagar do que se tratava ao que ela acrescentava: -vocês vão ver quando der tudo certo. Ai eu conto.

Mas o tempo passava e nada da conquista desejada. Não conseguia se encantar de ninguém, nem se sentir atraída por alguém.

Foi então que uma terceira amiga lembrou-lhe que tinha assistido a um filme na Internet sobre uma “sopa de casamento” na Suíça. Era uma sopa especial que ela iria adaptar para seu chá de panela. Deveria conter, dentre vários ingredientes uma amêndoa. E a moça que a encontrasse no seu prato, casaria logo.  Mas aquela que a achasse deveria guardar segredo.

       Convidada que foi para um chá de panela de uma amiga que ia casar, compareceu sabendo que a famosa sopa seria servida, e rezava para que a amêndoa viesse para seu prato, pois ela queria ser a próxima a casar.

Quando a sopa foi servida, eram muitas as colheres batendo no fundo do prato ansiando para ver se continha a bendita amêndoa. Não se contendo com a alegria de ter sido contemplada na sopa, ela elevou a voz dizendo: Ganhei !!! Desta vez iria dar certo mesmo.

Em seguida foi ao casamento dessa amiga, que lhe disse que ela nem precisava se preocupar em pegar buquê de flores, pois seu destino já estava traçado pela amêndoa. Então ela não se preocupou com mais nada. A simpatia da amêndoa logo deu certo.

No baile do casamento da amiga, conheceu um rapaz, ficaram sentados a mesma mesa, e houve empatia de pronto. Conversavam muito sobre vários assuntos e se sentiram atraídos e alcançados pela flecha de Cupido. Ele havia sido transferido de um órgão federal para trabalhar, nessa Cidade, como Superintendente. Dançaram a noite toda!!! Esse sim, tinha tudo a ver com ela. Namoraram e dentro de seis meses noivaram e casaram.

Daí em diante, confessava para suas amigas que a sopa de casamento era infalível. Ela achara a amêndoa e dera certo. Era sua recomendação às moças pretendentes a casamento. Porém, a mãe então lhe acrescentou: -

-“ Querida filha, acima de tudo, veja bem, essas simpatias são todas um mito, é uma brincadeira de nossos antepassados que perdura até hoje. Eu e o teu pai sempre oramos muito a Deus para termos a alegria de te ver casada no tempo certo e feliz. Continuamos orando para que Ele abençoe a tua família, e o teu lar.-“-Por isso, recomendo-te: tem sempre, e acima de tudo, fé em Deus, pois, é a Bíblia Sagrada que nos ensina no livro de Hebreus cap.11:6 – Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

29 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Edomir Martins de Oliveira
Sobre Edomir Martins de Oliveira
Cronista do Cotidiano. Escreve todas as semanas, com exclusividade. Assuntos variados.
Curitiba - PR
Atualizado às 10h52 - Fonte: Climatempo
23°
Muitas nuvens

Mín. 15° Máx. 24°

23° Sensação
11 km/h Vento
74% Umidade do ar
90% (30mm) Chance de chuva
Amanhã (05/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 18°

Chuvoso
Domingo (06/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 17°

Chuvoso
Ele1 - Criar site de notícias