Domingo, 19 de Setembro de 2021 02:02
[email protected]
Brasil LITERATURA

Edomir de Oliveira, vice-presidente nacional da APB, empossa a imortal LINDA BARROS

A posse de mais uma confreira da APB

07/08/2021 16h14 Atualizada há 1 mês
524
Por: Mhario Lincoln Fonte: APB
Linda Barros, imortal APB, Cadeira 99
Linda Barros, imortal APB, Cadeira 99

POSSE NA ACADEMIA POÉTICA BRASILEIRA

Edomir Martins de Oliveira, vice-Presidente Nacional da APB

SAUDANDO LINDA BARROS

Tenho andado muito, virtualmente, pelos caminhos do Facetubes.com.br, a procura por saber de quem provinham textos encantadores que vinha sempre lendo, pois sabia fazer resenhas, analisar livros sobre poesia e prosa, sabia versar além da literatura, sobre filosofia, sociologia e outras áreas do conhecimento humano. E estimulava-me mais ainda o querer saber de quem se tratava, quando a vi fazer resenhas sobre livros, entender de teatro e praticá-lo como brilhante artista que é, e acima de tudo exercer o magistério com amor e muita devoção.

De há muito, houvera pedido emprestado a lanterna de Demóstenes, e por dias passei a procurar essa pessoa.

Como tenho assento na Academia Poética Brasileira onde ocupo o cargo de Vice-Presidente Nacional e Sócio Fundador, e escrevo semanalmente para o Facetubes.com.br, olhei com mais cuidado entre as pessoas que ali escrevem, e ainda cheguei a iluminar os caminhos com a lanterna do filósofo ateniense citado, quase desistindo da ideia. Vi então que estava com a mente obnubilada, e perguntei-me porque estava eu com lentidão na elaboração das impressões sensoriais.

Cheguei à conclusão de que essa tarefa era difícil, pois na APB e no Facetubes escrevem talentosos poetas, escritores, pessoas de letras da mais elevada qualidade. Foi então que me deparei com uma privilegiada inteligência que alcançava o que tinha proposto em minhas pesquisas e era do meu desejo encontrar: Linda Barros.

Pela sua modéstia, essa pessoa que estava tão próxima, porque era grande colabora da APB e está sempre presente no Facetubes, é talentosa, e reúne tudo que eu sempre quis para me enriquecer, encontrando-a, finalmente, sem auxílio de qualquer lanterna, mas apenas no exercício da linguagem que ela desenvolve.

Imortal APB, Edomir de Oliveira.

Foi preciso tão somente ler, as publicações semanais, do Facetubes, para encontrar Linda Barros, esta incomparável artista, poetisa, escritora, e ler as confecções de suas resenhas, suas análises filosóficas, seus assuntos sociológicos, aquela jovem senhora que exerce sabiamente o magistério, sem nunca dizer “olhem o que eu sou”. Lendo-a, descobre-se e sente-se quem ela é.

Seja bem-vinda, confreira amiga, à Academia Poética Brasileira e ao Facetubes que tem em nosso Presidente Mhario Lincoln, Editor, um grande estimulador dos nossos trabalhos.

Tê-la, em assento ao nosso lado, é desfrutar “dos doces favos das abelhas do Oriente” tão decantados pelo grande Poeta Amazonense, Thiago de Mello, Patrono da APB, em um dos seus encantadores poemas.

Continue assim, na sua modéstia sem nunca ter que se revelar como “eu sou”, mas deixando entrever que suas palavras de sabedoria revelem que você é.

A tarefa de fazer esta saudação não é fácil, pois falar para pessoas de grande padrão intelectual, nos intimida. Aceite esta saudação virtual, ditada com palavras do coração. Tome assento ao nosso lado, pois você, Linda Barros agora é uma das nossas festejadas confreiras.

O Maranhão inegavelmente é berço de valorosos talentos, e você Linda Barros, como maranhense, já nos tem revelado que recebeu a parte que lhe cabe na herança atávica, e a tem aproveitado muito bem.

Seja feliz entre nós Linda Barros, na cadeira nº99 da Academia Poética Brasileira e no Facetubes.com.br

Linda Barros Barros, Professora e Atriz

Membro-Efetivo e Patronesse da Cadeira APB (99)

(Apoiador da Cadeira de número 99, Charles Melo, professor, teatrólogo e ator).

Queria começar este texto dizendo que me considero apenas um grão de areia nesta imensidão que é o mundo da literatura. Discorrer sobre pessoas, arte, cultura e todo o mais é, antes de tudo, se expor ao outro com seus pensamentos, suas opiniões. A partir do momento que lançamos nossos textos para o público, estamos concordando com tudo que disseram, sejam as críticas boas ou ruins. Escrever ou dar opiniões sobre os outros, requer certa audácia da nossa parte, porque estaremos também expondo os outros e não só a nós mesmos.

Imortal APB, Linda Barros.

Na vida, o reconhecimento vem através da nossa trajetória, de como percorremos os caminhos que nos são oferecidos. A nossa existência profissional está alinhada ao que fazemos, ao que falamos e de como preenchemos nosso tempo com nossa história de vida. A ideia de escrever crônicas surgiu numa mesa escolar em um momento de folga do labor. Conversando com colegas de profissão, veio o convite para escrever sobre personalidades da história da Literatura Maranhense e dentre tantos nomes que fervilharam minha mente naquele instante, veio-me a ideia de mostrar que temos nomes que mereciam e merecem reconhecimento quando ainda estão vivos e dentre tantos nomes que “expus” para a sociedade intelectual está Uimar da Gama Jr, e foi através dele que cheguei à Academia Poética Brasileira.

As Academias são com certeza o sonho de muita gente. Para muitos, não é só pelo status, mas acredito que seja por ter a oportunidade de ver nosso trabalho sendo reconhecido. Nessas academias, se ganha respeito, reconhecimento e talvez a falsa ideia de que todos leiam nossas obras, nossos textos. Talvez não 100% façam isso, mas com certeza alguém lê. Esses espaços não são mausoléus onde se guardam coisas velhas, mas sim, são verdadeiras casas de culturas, sejam elas físicas ou virtuais.

A Academia Poética Brasileira é um desses espaços virtuais, mas que talvez, lá estejamos mais próximos das pessoas, do que se estivéssemos no presencial. Não posso deixar de mencionar o quão honrada me sinto em compor o corpo de intelectuais da APB. Juntos formamos um legado de escritores, poetas, cronistas, e juntos levamos uma mensagem positiva ao mundo, que através da leitura e da escrita é possível termos um mundo melhor. E foi no momento pandêmico, quando todos estávamos “isolados”, mas literalmente “soltos” pelo mundo virtual que me foi dada a oportunidade de crescer um pouco mais na carreira literária.

Na vida falamos sob aquilo que nos é dado, sem esquecer que todos nós temos escolhas. Foi com uma vida plural que Deus me deu, que me foi concedido a oportunidade de seguir e abarcar vários caminhos, e, em cada um deles, deixar uma sementinha que talvez florescerá nas mãos daqueles que queiram absolver um pouquinho mais de minha essência.

13 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 01h50 - Fonte: Climatempo
16°
Nevoeiro

Mín. 15° Máx. 27°

16° Sensação
6 km/h Vento
100% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (20/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Terça (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias