Sexta, 15 de Outubro de 2021
18°

Chuva fraca

Curitiba - PR

Brasil Textos Escolhidos

A Universidade Federal do Maranhão e a Coletânea “Entornos políticos, afetivos e outras cercanias literárias”

A obra abrange diversos gêneros, temas e abordagens do estudo literário.

06/10/2021 às 17h26 Atualizada em 06/10/2021 às 17h57
Por: Mhario Lincoln Fonte: Por: Hugo Oliveira/Produção:Laís Costa/Revisão:Jáder Cavalcante
Compartilhe:
Capa da obra/Original Ass.UFMA
Capa da obra/Original Ass.UFMA

Professores da UFMA publicam a coletânea “Entornos políticos, afetivos e outras cercanias literárias”, que abrange diversos gêneros, temas e abordagens do estudo literário

Os docentes do Programa de Pós-Graduação em Letras (PGLetras) Émilie Geneviéve Audigier, José Dino Costa Cavalcante e Rafael Campos Quevedo publicaram a coletânea “Entornos políticos, afetivos e outras cercanias literárias”, obra que se trata de uma reunião de ensaios acadêmicos sobre literatura e abarcam diversos gêneros, temas e abordagens do campo dos estudos literários. O material também serve como um mapeamento – embora restrito – dos territórios da poesia, ficção e do teatro.

O objetivo da coletânea, segundo os organizadores, é divulgar a atualidade das pesquisas da Pós-Graduação em Letras. A obra se refere ao ensaio que propõe acerca de ler criticamente as “cartografias” literárias, especialmente, as contemporâneas acerca dos territórios temáticos, cujos três principais perímetros foram demarcados pelas questões políticas, tanto no sentido amplo quando de política literária; pelos problemas de tradição e tradução literárias; e pelos temas relacionados a afetos e experiências subjetivas e corporais.

Para Rafael Quevedo, a importância desse trabalho será de acordo com a forma que o leitor apreciará a leitura, e a obra é direcionada para aqueles que se interessam pela temática. “A coletânea é dirigida ao público acadêmico interessado nos estudos literários e, a julgar pela amplitude de discussões que o livro propõe, o leitor certamente encontrará algo que dialogue com suas questões, algum mapa que oriente sua travessia nas regiões literárias”, explicou.

Saiba mais

Quem participou da coletânea foram docentes e pesquisadores da Pós-Graduação em Letras da Linha de Pesquisa 3, dos Estudos Literários. Compõem a coletânea pesquisadores da UFMA, da Universidade de Brasília (UnB), da Universidade Federal do Tocantins (UFT), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), além das instituições estrangerias Universidade Agostinho Neto (UAN), em Angola; Universidad Científica Del Sur (Ucsur), no Peru; e Université Lumière Lyon 2, na França.

Conheça a obra

"(...) Se já faz algum tempo desde o abandono de uma ideia de literatura como “duplo” da realidade, tal como a fabulosa cartografia exata e da mesma proporção do território do real, talvez não seja inoportuno pensarmos, seguindo o mesmo aproveitamento intempestivo da metáfora borgeana, que a relação entre a literatura e os “territórios do real” exista, atualmente, nesse regime de “perduração despedaçada” a que se referiu o ficcional Suaréz Miranda, ou seja, que suas ruínas recobram zonas, nichos e guetos dos “impérios” da realidade, em torrões e glebas habitadas por existências tão mendicantes quanto animalescas. Essa foi a ideia empregada na concepção e na organização deste livro que está dividido em três partes: os “entornos”, os “arredores” e as “cercanias”. Trata-se de ensaios que se propõem a ler, criticamente, as “cartografias” literárias, especialmente (mas não exclusivamente) as contemporâneas acerca dos “territórios” temáticos sempre urgentes, cujos três principais perímetros foram assim demarcados: questões políticas (tanto no sentido amplo, quanto de política literária), problemas de tradição e tradução literárias e, por último, temas relacionados a afetos e experiências subjetivas e corporais."

Sobre os organizadores

Emilie Audigier - Professora de Letras na Universidade Federal do Maranhão. Coordena o Núcleo de pesquisa e extensão em tradução literária VERSA (CNPq-UFMA). Doutora em Letras (Université Aix-Marseille/UFRJ), realizou pesquisas sobre literatura brasileira traduzida na França. É tradutora literária e foi responsável pela divulgação do livro francês na Embaixada da França no Brasil.

José Dino Costa Cavalcante - Doutor em Letras pela Universidade Estadual Paulista – UNESP. Professor Associado do Departamento de Letras da Universidade Federal do Maranhão. Desenvolve pesquisas nas áreas de História da Literatura, Literatura e Sociedade e Literatura Maranhense.

Rafael Campos Quevedo - Professor adjunto do Departamento de Letras e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Maranhão. Doutor em Literatura pela Universidade de Brasília, ele coordena o Grupo de Estudos e Pesquisa em Lírica Contemporânea de Língua Portuguesa e o Grupo de Estudos Girardianos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias