Sábado, 27 de Novembro de 2021
23°

Alguma nebulosidade

Curitiba - PR

Especiais Textos Escolhidos

Mais um texto/Entrevista do convidado Edmilson Sanches. Desta feita, sobre Elany Morais

Sobre o mais recente livro da professora e escritora caxiense Elany Morais: “O Mundo em Dois Tempos”

10/11/2021 às 15h41
Por: Mhario Lincoln Fonte: Edmilson Sanches
Compartilhe:
A autora e o livro.
A autora e o livro.

“O MUNDO EM DOIS TEMPOS”, DE ELANY MORAIS

“Quando os sentimentos me anoitecem, eu escrevo.”

(Elany Morais, “Por que escrevo”)

Foto: Elany Morais e seu novo livro: “Há uma voz no autor que não se cala.”

Textos Escolhidos: Edmilson Sanches

Acaba de chegar o mais recente livro da professora e escritora caxiense Elany Morais: “O Mundo em Dois Tempos”, obra com mais de 120 páginas que reúne crônicas com reflexões de antes e durante a pandemia do novo coronavírus. O livro poderá ser adquirido diretamente com a Autora, pelo celular / WhatsApp (99) 9.8440-7495 ou pelo e-mail [email protected] .

Publicado pela Editora Delicatta, de São Paulo (SP), o livro tem apresentação do escritor Wybson Carvalho, ex-presidente da Academia Caxiense de Letras, e prefácio de Néa Tauil, psicóloga e psicoterapeuta do Rio Grande do Sul, presidente do Movimento Social “Família EU: Educando para o Amor-próprio”.

Como está nas orelhas de “O Mundo em Dois tempos”, Elany Morais tem trânsito livre na prática literária: escreve em verso e prosa, nesta destacando-se o conto, as memórias, a crônica. Além de escritora, é professora de Língua Portuguesa, na Rede Municipal e Estadual do Maranhão, ativista cultural, tem graduação em Letras / Literatura e pós-graduação em Literatura Brasileira e é membro da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, das Letras e das Artes.

A vida literária pública da Autora teve início com a criação do blog “Escritora Elany Morais” (educadoraelanymorais.blogspot.com), com a “Palavraria Escrita”, sua página no Facebook  (www.facebook.com/palavrariaescrita) e como colaboradora do jornal “Diário de Caxias”.

A estreia de Elany Morais em livro deu-se em 2017, com “Muitas de Mim” (prosa poética, prefácio de Néa Tauil, 111 páginas, da Darda Editora, do Rio de Janeiro). Ano seguinte, publicou “Luz e Sombra” (poemas, 110 páginas, Darda Editora), que tem prefácio de Wybson Carvalho e textos de quarta capa de Néa Tauil e os escritores caxienses Jacques Inandy Medeiros e Joseane Maia, ambos da Academia Caxiense de Letras. 

Elany Morais também está presente em diversas antologias: “Melhor de Mim” e “Poesias Escolhidas” (Belo Horizonte – MG), “Entrelaços”, “Ondas Poéticas” e “Pétalas”, pela Darda Editora, “Florilégio da Esperança” (São José dos Campos – SP, 2017), “Além da Terra, Além do Céu” (Editora Chiado, Lisboa - Portugal, 2018), “Passa na Praça que a Arte te Abraça” (Life Editora, Campo Grande – MS, 2019) e na revista “Acontece” (Ceará, 2017, 2018 e 2020).

Sobre temas como processo criativo, outros autores, Literatura e o novo “O Mundo em Dois Tempos”, Elany Morais, entrevistada, respondeu:

COMO VOCÊ ELABORA SEUS TEXTOS? HÁ UMA ROTINA? OU É QUANDO "VEM A INSPIRAÇÃO"?

Elany Morais (EM) - A elaboração de meus textos acontece do seguinte modo: as ideias e pensamentos vão surgindo, anoto-os. No meu tempo livre -- que é bem resumido -- organizo-os.

QUE GÊNERO MAIS ATRAI VOCÊ: A POESIA OU A PROSA? POR QUÊ?

EM - Prosa. Na prosa, sinto-me mais desamarrada, mais livre, mais ágil, tanto no que se refere ao ato de ler quanto ao de escrever.

QUE AUTOR OU AUTORES MAIS INFLUENCIARAM VOCÊ, COMO ESCRITORA? 

EM - Clarice Lispector, Machado de Assis e Fiódor Dostoiévski .

E COMO LEITORA, QUE AUTORES VOCÊ PREFERE? 

EM - Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Machado de Assis, Fiódor Dostoiévski.

QUE LIVROS VOCÊ ESTÁ LENDO NESTE MOMENTO?

EM – “Ave, Palavra”, do escritor mineiro João Guimarães Rosa.

QUAIS SEUS PRÓXIMOS LIVROS? O QUE VOCÊ TEM EM MENTE?

EM - Serão um livro de contos e outro, de poesias.

SE AUTORES, EM SUA IMENSA MAIORIA, NÃO "GANHAM DINHEIRO" COM SEUS LIVROS, POR QUE, EM SUA OPINIÃO, ESCRITORES PUBLICAM SUAS OBRAS?

EM - Creio que todo autor quer ser lido, ouvido, escutado de algum modo. Há uma voz no autor que não se cala. Essa voz rompe-se na forma da palavra escrita. Materializá-la é o que mais importa.

HÁ UMA LITERATURA FEMININA? LITERATURA TÊM GÊNERO, SEXO, OU CONTEÚDOS ESCRITOS INDEPENDEM DE QUEM OS ESCREVE?

EM - Na minha concepção, há uma literatura feminina, quando os conteúdos são voltados para esse público, que independem de quem escreve. Tanto eu, como mulher, quanto um autor masculino, podemos escrever algo voltado para o gênero feminino.

QUE AUTORRETRATO A ESCRITORA ELANY MORAIS FARIA DA PESSOA ELANY MORAIS?

EM - Pinto-a como aprendiz, principalmente na arte de escrever. Persistente no que parece impossível. Incessantemente na busca de segurança, da certeza nas incertezas. Da religião, ficou fora. A fé no BEM é seu combustível, a honestidade é seu princípio maior. Elany Morais é aquele ser que às vezes parecendo, não é; às vezes querendo, não quer.

DIGA A SEU LEITOR OU FUTURO LEITOR O QUE ELE LERÁ EM SEU MAIS NOVO LIVRO, "O MUNDO EM DOIS TEMPOS"?

EM - O leitor lerá crônicas, com diversidades temáticas. Há temas trágicos, cômicos, dramáticos... Há uma pintura da vida vista sob as lentes de quem vê as coisas de modo profundo, intenso...

(Texto: EDMILSON SANCHES - [email protected])

Publicado pela Editora Delicatta, de São Paulo (SP), o livro tem apresentação do escritor Wybson Carvalho, ex-presidente da Academia Caxiense de Letras, e prefácio de Néa Tauil, psicóloga e psicoterapeuta do Rio Grande do Sul, presidente do Movimento Social “Família EU: Educando para o Amor-próprio”.

Como está nas orelhas de “O Mundo em Dois tempos”, Elany Morais tem trânsito livre na prática literária: escreve em verso e prosa, nesta destacando-se o conto, as memórias, a crônica. Além de escritora, é professora de Língua Portuguesa, na Rede Municipal e Estadual do Maranhão, ativista cultural, tem graduação em Letras / Literatura e pós-graduação em Literatura Brasileira e é membro da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, das Letras e das Artes.

A vida literária pública da Autora teve início com a criação do blog “Escritora Elany Morais” (educadoraelanymorais.blogspot.com), com a “Palavraria Escrita”, sua página no Facebook  (www.facebook.com/palavrariaescrita) e como colaboradora do jornal “Diário de Caxias”.

A estreia de Elany Morais em livro deu-se em 2017, com “Muitas de Mim” (prosa poética, prefácio de Néa Tauil, 111 páginas, da Darda Editora, do Rio de Janeiro). Ano seguinte, publicou “Luz e Sombra” (poemas, 110 páginas, Darda Editora), que tem prefácio de Wybson Carvalho e textos de quarta capa de Néa Tauil e os escritores caxienses Jacques Inandy Medeiros e Joseane Maia, ambos da Academia Caxiense de Letras. 

Elany Morais também está presente em diversas antologias: “Melhor de Mim” e “Poesias Escolhidas” (Belo Horizonte – MG), “Entrelaços”, “Ondas Poéticas” e “Pétalas”, pela Darda Editora, “Florilégio da Esperança” (São José dos Campos – SP, 2017), “Além da Terra, Além do Céu” (Editora Chiado, Lisboa - Portugal, 2018), “Passa na Praça que a Arte te Abraça” (Life Editora, Campo Grande – MS, 2019) e na revista “Acontece” (Ceará, 2017, 2018 e 2020).

Sobre temas como processo criativo, outros autores, Literatura e o novo “O Mundo em Dois Tempos”, Elany Morais, entrevistada, respondeu:

COMO VOCÊ ELABORA SEUS TEXTOS? HÁ UMA ROTINA? OU É QUANDO "VEM A INSPIRAÇÃO"?

Elany Morais (EM) - A elaboração de meus textos acontece do seguinte modo: as ideias e pensamentos vão surgindo, anoto-os. No meu tempo livre -- que é bem resumido -- organizo-os.

QUE GÊNERO MAIS ATRAI VOCÊ: A POESIA OU A PROSA? POR QUÊ?

EM - Prosa. Na prosa, sinto-me mais desamarrada, mais livre, mais ágil, tanto no que se refere ao ato de ler quanto ao de escrever.

QUE AUTOR OU AUTORES MAIS INFLUENCIARAM VOCÊ, COMO ESCRITORA? 

EM - Clarice Lispector, Machado de Assis e Fiódor Dostoiévski .

E COMO LEITORA, QUE AUTORES VOCÊ PREFERE? 

EM - Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Machado de Assis, Fiódor Dostoiévski.

QUE LIVROS VOCÊ ESTÁ LENDO NESTE MOMENTO?

EM – “Ave, Palavra”, do escritor mineiro João Guimarães Rosa.

QUAIS SEUS PRÓXIMOS LIVROS? O QUE VOCÊ TEM EM MENTE?

EM - Serão um livro de contos e outro, de poesias.

SE AUTORES, EM SUA IMENSA MAIORIA, NÃO "GANHAM DINHEIRO" COM SEUS LIVROS, POR QUE, EM SUA OPINIÃO, ESCRITORES PUBLICAM SUAS OBRAS?

EM - Creio que todo autor quer ser lido, ouvido, escutado de algum modo. Há uma voz no autor que não se cala. Essa voz rompe-se na forma da palavra escrita. Materializá-la é o que mais importa.

HÁ UMA LITERATURA FEMININA? LITERATURA TÊM GÊNERO, SEXO, OU CONTEÚDOS ESCRITOS INDEPENDEM DE QUEM OS ESCREVE?

EM - Na minha concepção, há uma literatura feminina, quando os conteúdos são voltados para esse público, que independem de quem escreve. Tanto eu, como mulher, quanto um autor masculino, podemos escrever algo voltado para o gênero feminino.

QUE AUTORRETRATO A ESCRITORA ELANY MORAIS FARIA DA PESSOA ELANY MORAIS?

EM - Pinto-a como aprendiz, principalmente na arte de escrever. Persistente no que parece impossível. Incessantemente na busca de segurança, da certeza nas incertezas. Da religião, ficou fora. A fé no BEM é seu combustível, a honestidade é seu princípio maior. Elany Morais é aquele ser que às vezes parecendo, não é; às vezes querendo, não quer.

DIGA A SEU LEITOR OU FUTURO LEITOR O QUE ELE LERÁ EM SEU MAIS NOVO LIVRO, "O MUNDO EM DOIS TEMPOS"?

EM - O leitor lerá crônicas, com diversidades temáticas. Há temas trágicos, cômicos, dramáticos... Há uma pintura da vida vista sob as lentes de quem vê as coisas de modo profundo, intenso...

(Texto: EDMILSON SANCHES - [email protected])

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias