Segunda, 15 de Julho de 2024 15:46
editor-sênior, jornalista Mhario Lincoln
Brasil Texto especial

Explicar o inexplicável? Então, vale apenas sentir e vivenciar. Bem melhor!

"Eu por diversas vezes cometi o erro de tentar explicar a minha poesia, como se só eu a entendesse..." MHL

09/07/2024 11h47 Atualizada há 6 dias
Por: Mhario Lincoln Fonte: Mhario Lincoln
Arte: MHLai
Arte: MHLai

 

*Mhario Lincoln

Eu estava pensando cá com meus lápis se eu poderia explicar a minha poesia. Depois que assisti aos trechinhos de uma entrevista de Andy Warhol, muitas vezes chamado de "Pai da Pop Art", figura central na história da arte moderna, vi que é impossível explicar a arte ou mesmo a poesia. Destarte, repensei: será válido o autor explicar a sua poesia (ou sua arte) e assim impedir que o leitor ou o apreciador, tire suas próprias conclusões?

 

Um exemplo rápido, puxando a brasa para a ‘sardinha’ da poesia: numa entrevista longa com o poeta argentino Osvaldo Ferrari, o imenso Jorge Luis Borges afirmou: "A poesia é algo tão íntimo, tão essencial, que quase não permite definições, não admite explicações. Ela acontece, como um milagre, e é suficiente sentí-la e vivê-la."

 

Representação artística de um dos quadros de Warhol. (MHLai).

Mas, voltando à entrevista de Warhol, concedida ao "Merv Griffin Show" em 1965, ele e sua musa Edie Sedgwick  (veja abaixo) deram respostas que refletem esse mistério inerente à arte. Warhol, com seu estilo enigmático, parecia evitar explicar suas obras, talvez sugerindo que a arte, assim como a poesia, deva ser sentida e vivida, e não simplesmente explicada. Edie Sedgwick, uma figura emblemática dos anos 1960 em Nova York, também contribuiu para essa aura de mistério.

 

Indo um pouco mais fundo, verifiquei o que disse o crítico de arte Robert Hughes sobre Warhol: “(...)ele capturou a essência da cultura americana em suas obras". Hughes argumenta que Warhol transformou objetos cotidianos em ícones culturais, afinal, a arte e a poesia estão ao nosso redor, em nosso cotidiano. Transformar isso em arte e em lírica é o que separa “meninos, de adultos”, seguindo uma das normas que aprendi em uma comunidade 'zen-budista".

 

Desta forma, repetindo Borges, sobre a poesia e a arte de Warhol (por osmose), ambas não precisam de explicações. Elas simplesmente acontecem, como um milagre, e é suficiente sentí-la e vivê-la; ou odiá-la. Por isso, nunca jamais vou tentar (novamente) dar explicações sobre minha poesia. Se não, vira escárnio na cabeça de alguns entendedores.

 

Vídeo-Bônus

 

*Mhario Lincoln é Presidente da Academia Poética Brasileira.

3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Raimundo FonteneleHá 6 dias Barra do Corda Maranhão Como sempre os assuntos que o Mhario aborda estão abertos a polêmicas e discussões. Isso é enriquecedor, leva o assunto pra frente, não deixa a peteca cair. Pertenço ao grupo dos que não explicam o inexplicável. Fazer isso é como se o mágico revelasse os truques de cada número, em pleno palco.
Esmeralda CostaHá 6 dias Campos Sales-CE É isso aí Mhario Lincoln, jamais conseguiremos explicar o inexplicável mistério que é a poesia e o seu poder.
alcina maria silva azevedoHá 6 dias Campinas- SPA poesia não se explica. Ela toca a alma, imita a vida e, nos transporta a um mundo melhor e mais justo. É a arte do vôo, ao infinito.
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba, PR
Atualizado às 14h02
12°
Chuviscos

Mín. 10° Máx. 13°

11° Sensação
4.12 km/h Vento
76% Umidade do ar
100% (6.97mm) Chance de chuva
Amanhã (16/07)

Mín. 10° Máx. 12°

Tempo nublado
Amanhã (17/07)

Mín. 12° Máx. 20°

Tempo nublado
Ele1 - Criar site de notícias