Sábado, 24 de Outubro de 2020 22:34
[email protected]
Internacional LUTO

Morre a poeta e militante literária Carmo Vasconcelos, acadêmica APB, Cadeira nº 43

Academia Poética Brasileira perde uma de suas grandes colaboradoras.

10/10/2020 20h32 Atualizada há 2 semanas
307
Por: Mhario Lincoln Fonte: ML
Carmo Vasconcelos, APB.
Carmo Vasconcelos, APB.
NOTA DE FALECIMENTO
É com pesar que anunciamos o falecimento da escritora e criadora das Antologias Fénix e da Revista eisFluências, Maria do Carmo Fernandes de Vasconcellos Figueiredo (Carmo Vasconcelos), na data de (08/10), em Lisboa.
Seu trabalho inclusivo abriu caminho para centenas de escritores pelo mundo! Que seu legado se multiplique e continue sendo um exemplo de amor e dedicação! O mundo das letras ficou mais triste! (Facebook).
Nota de Mhario Lincoln: "Nossa amizade começou ainda em 2009, quando fazíamos o "Portal Mhario Lincoln do Brasil", pela internet. Uma experiência nova, mas desafiadora em minha vida. Por essa razão, a primeira crônica internacional que publiquei e que teve alta repercussão, naquela época, foi de Carmo Vasconcelos. Era Semana de Natal. Pedi que me enviasse um texto e ela, amavelmente, me mandou o que reproduzo abaixo. Mas antes deixo bem claro que através de seus dois magníficos trabalhos em prol da literatura mundial (Antologias Fénix e da Revista eisFluências), das quais participei várias vezes, seu legado fica gravado para a eternidade. Carmo Vasconcelos era Consulesa APB e uma das representantes da Academia Poética Brasileira em toda comunidade Lusófona, a partir de Lisboa. (Veja abaixo o documento oficial publicado à época. E logo em seguida, uma das crônicas mais comentadas no Natal de 2009. Essa foi a publicação que selou nosso intercâmbio cultural e nossa amizade. Carmo Vasconcelos, é imensa a saudade! Mas o que é a saudade? Uma indescritível certeza de que nos veremos em breve.

CONSULADO POÉTICO da Academia Poética Brasileira

Consulesa CARMO VASCONCELOS

Nós que fazemos a ACADEMIA POÉTICA BRASILEIRA ficamos orgulhosos do aceite do convite. Daqui para frente, faremos um excelente trabalho em prol do resgate efetivo da Literatura como um todo. Seja bem-vinda, ilustre Confreira! 

 
Mhario Lincoln (Cadeira 01/APB). Presidente da Academia Poética Brasileira.
 
"Mhario Lincoln, muito feliz também por fazer parte... Privilégio meu! Abraçando todos os confrades e confreiras!" (Carmo Vasconcelos).
 
 
 
Membros Consulares da APB, em alguns países. Carmo Vasconcelos era de Portugal/Lusófonos.
A imortal Carmo Vasconcelos, a partir de agora, assume o cargo de Membro-Consular da Academia Poética Brasileira, como representante em toda coletividade Lusófona, a partir de Lisboa.
Nasceu em Lisboa/Portugal, onde reside. Escritora, Poetisa, Declamadora, Tradutora e Revisora Literária. Divulgadora de autores, como Diretora Cultural da Revista eisFluências e das Antologias LOGOS, sediadas no seu site FÉNIX (Portugal): http://www.carmovasconcelos-fenix.org/) Autora de 23 livros - romance, ensaios, poesia - e detentora de vários prêmios e menções honrosas em Portugal e Brasil. Autora de vários Prefácios para escritores portugueses e estrangeiros. Membro Vitalício da International Writers and Artists Association - IWA, Ohio/USA; Membro do Universal Circle of Ambassadors of Peace; Membro de Poetas Del Mundo (Santiago do Chile); Embaixadora Internacional do Movimento União Cultural - Taubaté, Brasil; Embaixadora Internacional e Imortal/AVLAC; Prémios ZAP 2009/ 2010/2012/2015 - pela Presidente do Projeto "ZAP",Elizabeth Misciasci; entre outros. Ver Biografia completa e sua obra em: (http://www.carmovasconcelos-fenix.org/CV-indice.htm)
 
O primeiro texto de Carmo Vasconcelos publicado no Portal Mhario Lincoln do Brasil, no Natal de 2009:
 
Queridos leitores, ilustre Mhario Lincoln,
Nesta quadra de Natal sempre me sinto um tanto melancólica, pesando sobre mim os muitos Natais já passados, numa vida que já se vai fazendo longa. São muitas memórias, umas de encanto, outras de desencanto. Tudo se mistura na minha mente como um caleidoscópio de cores e sombras, onde dançam o passado, o presente, e a imaginada, porque ignorada, perspectiva do futuro. Cores de alegria, presentes, fitas multicores, bolas coloridas, presenças de entes queridos, risos de criança, poemas e cânticos de Natal improvisados numa grande e fraterna família. Sombras de ausências, muitas ausências agora, que o
tempo foi trazendo no seu inalterável avanço e infalível reverso de encurtamento. Porém, presença de sempre, constante e viva, o Cristo, capaz de amenizar todas as dores, todas as saudades. Por Ele renovo o Presépio em cada ano do Seu aniversário. Por Ele enfeito a Árvore de Natal (símbolo pagão, é certo), mas um ornamento com que faço questão de alegrar o dia do nascimento do Menino-Deus, tal como, de enfeites coloridos ornamentamos as festas de aniversário das nossas crianças.
Falar-vos de outras sombras - da (des)Humanidade que nos rodeia, das “outras” crianças espalhadas pelo mundo fora, subnutridas, vitimizadas e violadas, da fome, das guerras, das injustiças e desigualdades sociais, e de sentimentos impuros que nos ferem e magoam, não vou falar, não! A minha melancolia viraria tristeza, e essa não quero passar para vós, nesta época que deverá ser de júbilo e alegria. Já basta a tristeza que cada um de nós sente, pela frustração de um mundo egoísta e mesquinho, friamente materialista, que ignora a Palavra do Cristo - e que cada um de nós expressa e denuncia (ao longo de todo o ano), em prosa e/ou em verso, e sente e cala em silêncios magoados.
Não estou triste, não, amigos! Apenas introspectiva! Fazendo, também, um balanço do ano que está prestes a findar, com relevo para as Graças recebidas e suas alegrias. É disso que quero falar-vos. De alegrias, somente!
Algumas preocupações e contratempos, até, desgostos, os levo como parte dos escolhos do caminho, necessários à evolução e ao aperfeiçoamento da nossa alma.
Os últimos 5 anos (meu tempo de Net) trouxeram-me muitas compensações. Em substituição dos entes queridos, da família, de alguns amigos, cuja presença física fui perdendo ao longo do tempo, ganhei uma família virtual que eu amo e que me tem acarinhado como real. Com ela tenho rido e cantado, e chorado de emoção, algumas vezes. Juntos, temos orado pelos que sofrem ou partiram deste mundo. Temos trocado beijos, abraços e carinhos tantos… Partilhado experiências de vida, inspirações poéticas e literárias, mensagens de apreço, de estímulo e carinho; temos ensinado e aprendido, nesta troca saudável, fraterna e calorosa, numa dádiva gratuita do que cada um de nós tem para dar. Sem críticas mal-intencionadas, sem orgulhos de supremacia e vaidades vãs. A isso eu chamo de respeito pelo sentimento/inspiração, pela diversidade de ser de cada um, na certeza de que ninguém é dono da verdade, na eterna relatividade de apreciação e julgamento. Só assim, podem construir-se verdadeiros laços de união e amizade e alargar os horizontes da cultura e da fraternidade.
Hoje, vós, escritores e leitores da EisFluências, amigos e companheiros de letras, a quem eu gosto de chamar irmãos, fazem, também, parte dessa família virtual, querida e alargada.
A todos, o meu “Bem-Hajam”, com a mais profunda ternura que albergo em meu coração, e os meus desejos de um Santo Natal, na companhia espiritual do Cristo Redentor e de todos os seres que vos amam e vós amais.
Que o Novo Ano de 2010 vos traga tudo de Bom, com Saúde, Paz, Luz, Vida e Amor! Ah! E com muita inspiração, para continuarem a encher de estrelas o nosso horizonte literário, espalhando Amor neste Universo Divino que compartilhamos.
 
Vídeo-clip poético.
Carmo Vasconcelos
(Directora Cultural)
In Revista eisFluências de Natal/2009

========================

Aqui, o último vídeo-poema que ela gravou para o Canal da APB, a convite de Mhario Lincoln: https://www.youtube.com/watch?v=2PxDRTYhLxA&feature=youtu.be

5 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias