Quinta, 19 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Curitiba - PR

Brasil LIVRO INFANTIL

"O Homem se esqueceu de civilizar-se em relação à Natureza e aos Animais". (Victor Hugo)

No Dia Internacional do Livro Infantil, o Facetubes faz homenagem ao poeta cordelista ABELARDO NOGUEIRA

17/04/2022 às 21h00 Atualizada em 18/04/2022 às 13h30
Por: Mhario Lincoln Fonte: ABELARDO NOGUEIRA
Compartilhe:
MHL e o livro.
MHL e o livro.

*Mhario Lincoln

"Fábula do Serrote - A Festa dos Bichos", do cordelista Abelardo Nogueira é encantador. Tem singeleza em cada estrofe, musicalidade em cada verso, ensinamentos e uma pitada de alerta a todos os que acham que a natureza é inacabável.

Frisa também, esse pequeno livro, sobre a relação direta do ser humano com o Planeta. Se o Mundo vier a sofrer maiores colapsos naturais, devido ao irracional uso da estrutura ambiental da Flora e da Fauna, entrará em processo de hecatombe e levará toda a humanidade junta.

O livro (infantil) de Abelardo, através dessa história bucólica, ressuscita nomes da fauna que há muito foram esquecidos nessa louca evolução virtual, pela qual o Mundo inteiro passa. Na verdade, não é um livro apenas infantil, mas ideal para ler em família. Inclusive - em razão da quantidade de citações de animais, aves e pássaros, pode-se usar a onomatopeia, lendo em voz alta, imitando as vozes da bicharada. 

Desta forma, em cada página, há uma ilustração incrível, feita pela artista Sophia Medeiros, dando maior ênfase às quadrinhas ali impressas e vida à narração construída com esmêro, em linguagem simples, mas vigorosa. 

Abelardo Nogueira.

Isto quer dizer que "Fábula do Serrote - A Festa dos Bichos", editado pela "Viseu", cuja direção de Thiago Domingues Regina e Blenda Castro (Maringá-PR), é uma realidade editorial e deve ser um dos destaques em seu portfólio. 

Torna-se uma grande sinfonia de ideias, gritos de alerta e insights de conscientização ecológica, sem agressão, preservando o bom-humor das sextilhas.

A qualidade da obra é indiscutível. Abelardo conseguiu juntar toda uma narrativa individual em uma grande orquestra, somando personagens do mundo animal para essa codificação, de forma a harmonizar ações que podem servir para, num agora, tentar construir uma mensagem otimista, a partir dos seres vivos deste Planeta:

"No mundo dos seres vivos

O instinto é sempre audaz.

Seja do grande ao menor,

Um ou outro, tanto faz,

Cada espécie tem seus dotes

Sendo, porém, tão capaz".

Capa.

Uma obra importante e interessante, levando o leitor a interagir com o real, com o hoje, com um lado místico (natural), da região onde o autor nasceu; um lugar chamado Ocara, no Ceará, onde "serrotes", espécie de pequenos montes se multiplicam e servem de palco para esse cordel-alerta. 

No decorrer das sextilhas, o leitor vai tomando pé da região e vai conhecendo um grande orador: o senhor Cardeal, uma ave passeriforme da família Thraupidae, popularmente conhecido como galo-de-campina:

"O Cardeal discursou

Usando sabedoria

E aos presentes declarou

A seguinte profecia:

- Seremos, pois, perseguidos,

Ao passar de cada dia".

Aí, algo dá de frente com uma realidade doída de nossas matas brasileiras. A cada dia extinguem-se nossos bichos, através da infame mão agonizante do Homem. E em uma das sextilhas, algo emocionante que deixará a todos que lerem este livro-cordel, reflexivos com relação as suas próprias ações ambientais:

"O Peba chegou por último

Ainda muito cansado,

Pois fazia escavação

Fugindo desesperado

De um tal Ser Humano

Que lhe havia atocaiado".

Essa estrofe me tocou tão profundamente que me lembrei do gênio Leonardo da Vinci que, naquela época já alertava: "Chegará um dia no qual os homens conhecerão o íntimo dos animais; e nesse dia, um crime contra um animal será considerado crime contra a humanidade".

*Mhario Lincoln é Presidente da Academia Poética Brasileira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias