Quinta, 19 de Maio de 2022

Nuvens esparsas

Curitiba - PR

Cultura Patronesse APB/2022

Academia Poética Brasileira ganha nova Patronesse, em 2022. Escolha será anual

A decana e confreira Maria do Socorro Menezes será a primeira escolhida. Essa escolha se dará anualmente, entre os membros APB.

02/05/2022 às 10h27 Atualizada em 02/05/2022 às 12h37
Por: Mhario Lincoln Fonte: Ana Neres Pessoa
Compartilhe:
Maria
Maria

A Academia Poética Brasileira, em reunião da Executiva, no final de ano passado, decidiu homenagear seus acadêmicos de forma mais contundente. Assim, todo ano, a Academia nomeará um de seus membros para ser o Patrono ou Patronesse. Neste 2022, inaugurará este ciclo a poeta e imortal APB Maria do Socorro Menezes, uma das decanas da instituição. (Veja abaixo texto do saudoso Samuel Barrêto/APB-MA sobre ela).

O ano de 2022 será o ANO DE MARIA, quando serão publicadas, no decorrer do período várias poesias, prosas, histórias e vivências dessa poeta que foi indicada pela confreira Ana Neres Pessoa, da APB, seccional MA.

Segundo livro de Maria.

No segundo semestre será constituida uma Comissão Avaliadora para o Primeiro "Contest" da Academia, onde os melhores textos sobre nossa patronesse/2022 concorrerão a prêmios e os 20 primeiros colocados serão publicados em livro especial. (Só para membros APB). Serão distribuídos aos primeiro, segundo e terceiro colocados prêmios especiais. O edital que regulamentará o 'contest' terá publicação marcada para Julho 2022.

O ANO DE MARIA ganhará também outras publicações e outras atividades no decorrer do período. Desta forma, todos os anos, a Executiva da Academia escolherá um membro para ser o PATRONO da Academia Poética Brasileira.

Assim, neste 2022 a Patronesse da APB é Maria do Socorro Menezes, da seccional MA. Seja bem-vinda.

Em tempo: Ana Neres e amigos organizaram uma trilogia com poemas e escritos por Maria do Socorro Menezes. A capa ao lado, é um dos livros. A obra completa, nesta primeira parte, envolve, Retalhos de Maria, Relicário de Maria e Parábolas de Maria. O poema abaixo, "Lágrima Silenciosa", foi musicado por Paulo Piratta & J.Lucas: 

Retalhos de Maria.

LÁGRIMA SILENCIOSA

Maria do Socorro Menezes

Lágrima silenciosa

Que parte do coração

De instante em instante

Se derrama incessante

E inunda a solidão

 

O espinho fere a rosa

Provocando nostalgia

Logo em compensação

Oferece inspiração

Pra fazer a poesia

 

Tem margem esquerda e direita

É a estrada perfeita

De ilusão e fantasia

E o poeta sonhando feito criança

Alenta a esperança

De encontrar o paraíso

 

Leva no rosto um sorriso

Muita alegria e emoção

Mas depois de certa idade

Tudo vai virar saudade

Nas notas de uma canção.

------------------------------

Notificação Pública que oficializa o ANO DE MARIA, aprovada pela Executiva Nacional da Academia Poética Brasileira.

Caption

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias