Sábado, 24 de Outubro de 2020 14:05
[email protected]
Cultura COMENDADORES

Comenda Humberto Napoleon Varela Robalino. Outorgada. Tereza Braúna

Comendadora: Tereza Braúna Moreira Lima

12/10/2020 19h49 Atualizada há 1 semana
201
Por: Mhario Lincoln Fonte: ML
Comendadora Tereza B.M Lima
Comendadora Tereza B.M Lima

Comenda Humberto Napoleon Varela Robalino/2020

 

Humberto Napoleon Varela Robalino

A Academia Poética Brasileira homenageará neste segundo semestre de 2020, de forma virtual, alguns nomes que compõem o cenário nacional da Literatura, Música e Arte. Todos, participantes diretos, através de suas ideias, trabalhos, composições e lírica, da melhoria significativa de boa parte do universo artístico, não só no Brasil, mas em diversos lugares onde são lidos, ouvidos e vistos por centenas de seguidores, que aplaudem de forma direta o talento e a repercussão dos trabalhos pertinentes.

Um desses grandes nomes é o da escritora e psicanalista Tereza Braúna Moreira Lima

 

Tereza Braúna é maranhense, escritora e psicanalista, autora de 6 livros publicados, dentre os quais destacam-se “Desafio de Ser” e “Digitais da Essência“ (Poesia).

Estudiosa da Psicanálise há aproximadamente 30 anos, integrou a Instituição Intersecção Psicanalítica do Brasil e desde 2005 é participante da Delegação-Ma / Escola Brasileira Psicanálise, atualmente Associação Psicanalítica do Maranhão.

Seu mais recente livro de Poesias “Psicanálise e Artifício Poético”, conjuga a vertente da Psicanálise com a Poesia, suas duas paixões!

Acerca do último livro, diz Tereza:

- (...) poemizo-me paralelamente à tessitura de minha experiência analítica, onde conceitos são vividos na própria pele. E com um estilete devassador desbrido vísceras, escavo refúgios, torcendo e retorcendo a lógica ao mostrar o nonsense do meu estranhamento.

Ainda sobre “Psicanálise e artifício poético”, diz Heloisa Caldas (Analista Membro /EscolaBrasileira):  “(...) embora a escrita de Tereza Braúna traga termos familiares aos que estudam a teoria psicanalítica, os conceitos ali invocados ganham valor singular de objeto, obstáculos a interpretar, impossíveis de redução ao estudo. Tereza tira partido do “infamiliar”, das vivências e encontros inesperados, para verter daí leituras espantosas, nomeações balbuciadas e surpreendentes (...)”.

Sobre a Comenda

Esta Comenda leva o nome do Vice-Presidente Internacional da Academia Poética Brasileira, membro-fundador, considerado "O Poeta do Século XX", na América Latina. Humberto Napoleon mora em Quito-Equador e tem participação em muitos eventos literários no Brasil e na Europa. 

Conteúdo do último livro “Psicanálise e artifício poético“

SINGULARIDADE

HÁ UM DEBRUM TECIDO

NA FUSÃO DE MIM COM A VIDA

SOU EU A UNIDADE DERRETIDA

PARTE DA VASTA MEMÓRIA 

QUE ENVOLVE O MUNDO A HISTÓRIA 

DESARMONIA QUASE MORNA

VINDA NÃO SEI BEM AO CERTO

PARA ADVIR SUJEITO

 

DEMANDA

NO CÉU DA BOCA

A LÍNGUA ME CAVALGA

DEMANDO O QUÊ? A QUEM? 

MAIS QUE ISSO ... MAIS ALÉM 

COMO ONDA EM FUGA

NO REBORDO DA MARÉ

ANSEIO TEU ABRAÇO DE ENSEADA

5 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias